Estreante, Bauza vê Brasileiro como uma das ligas mais difíceis do mundo

Contratado para comandar o São Paulo em 2016, o argentino Edgardo Bauza chegou ao Morumbi respaldado por seus dois títulos da Copa Libertadores da América, conquistados à frente da LDU, em 2008, e do San Lorenzo, em 2014. Na chefia do Tricolor, o Patón já atingiu as quartas de final e está a um empate de colocar sua equipe entre as quatro melhores da competição continental.

No entanto, em meio à possibilidade de angariar um novo título da Libertadores, o treinador são-paulino já se depara com outro grande desafio : o Campeonato Brasileiro. A estreia do argentino no principal torneio nacional ocorrerá neste domingo, às 11 horas (de Brasília), em Volta Redonda, diante do Botafogo, vice-campeão carioca.

Segundo o técnico de 58 anos, diferentemente das principais ligas europeias, o Brasileirão conta com uma quantidade maior de equipes favoritas ao título e um calendário estreito, fatores que equilibram e dificultam a competição. “Na maioria dos campeonatos nacionais na Europa, as ligas têm no máximo quatro ou cinco candidatos ao título. Mas, no Brasileirão são 15. E por isso é um dos torneios mais difíceis do mundo”, ressaltou Bauza.

“Além disso, aqui os clubes jogam sempre às quartas-feiras e domingo, e isso deixa a competição ainda mais complicada, porque os técnicos não têm tempo para trabalhar e os atletas não conseguem se recuperar fisicamente”, avaliou.

Com vínculo até o fim deste ano, o Patón reconhece que ainda está passando por um período de adaptação ao esquema de trabalho no futebol brasileiro, o que não lhe tira a confiança para buscar o hepta tricolor.

“Estou em um processo de adaptação, porque a forma de trabalhar com um jogo a cada três dias é muito diferente. Temos que ter certos cuidados, programar os treinos e tentar solucionar os problemas, porque a cada partida temos um novo desafio. O Brasileirão é muito difícil, mas estou confiante de que faremos um grande torneio”, ponderou.

Mas em sua primeira partida na Série A, Bauza mandará um time reserva, uma vez que o São Paulo decide com o Atlético-MG uma vaga nas semifinais da Libertadores na próxima quarta-feira, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, e precisa descansar seus principais atletas. O primeiro confronto, disputado na última quarta, terminou 1 a 0 para os são-paulinos, no Morumbi.

“Vamos colocar em campo um time totalmente diferente daquele que jogou a Libertadores e que atuará na próxima quarta, porque necessitamos ter todos descansados para a partida em Belo Horizonte. Teremos uma equipe jovem, com algumas possíveis estreias, mas tenho certeza de que faremos uma grande partida para brigar por um resultado positivo”, concluiu.

Entre esses jovens, estão seis revelações oriundas das categorias de base do Tricolor, em Cotia: Auro, Lyanco, Matheus Reis, Lucão, Banguelê e Lucas Fernandes.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.