Estadual faz São Paulo rodar elenco e formar novos titulares

A disputa simultânea da Copa Libertadores forçou a comissão técnica do São Paulo a utilizar 30 dos 35 jogadores do elenco no Campeonato Paulista, em que o time acaba de encerrar a primeira fase como ponteiro isolado. Em meio às experiências de Ney Franco – e as necessidades de preservar o grupo principal –, alguns jogadores deixaram a reserva para assumir incontestável titularidade.

O principal exemplo é Thiago Carleto. Trazido de volta de empréstimo no início do ano para fazer sombra a Cortez, ele aproveitou lesão do dono da lateral esquerda, destacou-se com assistências e não deixou mais a equipe. Além de cinco passes a gol, detém, segundo números divulgados pelo clube, o melhor índice de cruzamentos certos na equipe: 13 em dez jogos.

Djalma Vassão/Gazeta Press

Carleto foi quem melhor aproveitou a chance

Depois da derrota para o Mogi Mirim, em que Cortez recebeu outra oportunidade ao lado dos demais reservas, o treinador são-paulino admitiu o melhor momento de Carleto. “Mas isso não significa que o Cortez é um jogador que nós perdemos”, ponderou, lembrando passagem do camisa 6 pela Seleção Brasileira.

Somente cinco jogadores ainda não entraram em campo nesta temporada: os goleiros Léo e Leonardo (terceira e quarta opções da posição), o zagueiro Luiz Eduardo, o volante Gladestony e o atacante Negueba (em recuperação de cirurgia). Todos os demais 30 ganharam no mínimo uma chance na competição estadual.

No domingo, diante do Penapolense, pelas quartas de final, Ney Franco usará uma formação descansada e o que tiver de melhor à disposição. Da provável escalação, pelo menos três jogadores não começaram a temporada como titulares. “Foi legal ter usado primeira parte do Paulista para rodar todo mundo”, destacou o comandante tricolor.

 

Fonte: Gazeta  Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*