São Paulo faz menos gols e finaliza pior quando não tem Luis Fabiano

Depois da vitória por 2 a 0 em cima do Atlético-MG, alguns torcedores do São Paulo passaram a defender a manutenção de Luis Fabiano no banco de reservas. O movimento ganhou força com a nova lesão do camisa 9 antes da partida contra o Mogi Mirim no último domingo, que pode tirar o atacante das quartas de finais diante do Penapolense. As estatísticas, no entanto, não endossam essa ideia.

O Datafolha mostra que o São Paulo piora bastante na sua ofensividade quando joga sem Luis Fabiano. Com ele em campo, a média de gols do time é de 2,12 por jogo, enquanto que, no momento em que ele está fora essa média cai para 1,36, ou seja, quase um tento a menos por partida.

Mais do que isso, o time do Morumbi acerta menos o gol do adversário. A média sem Luis Fabiano é de que os são-paulinos acertam 36,2% dos chutes contra 45% quando ele está nas quatro linhas.

Individualmente, o camisa 9 dá 1,87 chute certo por jogo. No geral, com ele em campo, o São Paulo dá 6,5 chutes certos na meta adversária. Quando o camisa 9 sai, a média cai para 4,55. O time também tenta menos. Entre erros e acertos, os tricolores tentam quase 15 finalizações quando ele está em campo, enquanto as tentativas não chegam aos 13 sem o artilheiro.

Em 2013, Luis Fabiano tem 16 jogos e 12 gols. Ele é o artilheiro do time na temporada e, na história da Libertadores, é o segundo maior goleador, só atrás de Rogério Ceni. O camisa 9 ainda é maior goleador do Estádio do Morumbi.

Atualmente, o jogador está no estaleiro e tem ido treinar mesmo em dia de folga, como ocorreu na última segunda-feira. Ele está suspenso do primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores, diante do Atlético-MG, no dia 2 de maio, mas ainda tem chance de enfrentar o Penapolense, no domingo, às 18h30.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*