Enquanto pode, Milton dá nova cara ao SP e testa forças contra o Red Bull

O técnico interino Milton Cruz comanda o São Paulo na noite deste sábado, às 18h30, contra o Red Bull Brasil, pelas quartas de final do Paulistão, no Morumbi. Enquanto o sucessor de Muricy Ramalho não chega, Milton tem nova oportunidade de mostrar competência como salva-vidas da equipe e também um novo estilo de jogo, independentemente daquilo que outros treinadores já fizeram. E vai ter novidade: Milton deve escalar o estreante Wesley, ex-Palmeiras, como titular e na ponta direita, função que não é a original dele.

O São Paulo de Milton Cruz deve entrar em campo com Rogério Ceni, Hudson, Rafael Toloi, Lucão e Reinaldo; Denilson e Souza; Wesley, Ganso e Michel Bastos; Alexandre Pato. Foi esse o time que treinou como titular na sexta-feira, no CT da Barra Funda, e só um problema inesperado mudará a escalação. Quem perde espaço com a nova formação é o argentino Ricardo Centurión. O meio de campo perde em profundidade sem ele, mas deve ganhar em posse de bola e até em criação de jogadas com Wesley. Além disso, o ex-palmeirense pode oferecer mais liberdade ao lateral direito Hudson, que ganha com Wesley um aliado para defender.
A entrada de Wesley também é uma tentativa de driblar as carências ofensivas que sofre o São Paulo. Alan Kardec lesionou o joelho e passou por cirurgia, só volta no fim do ano> Luis Fabiano se recupera de uma lesão muscular na coxa esquerda. Ewandro e Boschilia servem a seleção brasileira sub-17. Além de Pato e Michel Bastos, restam apenas Centurión e Cafu, ambos escalados por Milton como titulares na vitória sobre a Portuguesa na quarta-feira, mas que agora ficam de fora.
A grande diferença entre o time do São Paulo que entra em campo neste sábado com aquele que venceu a Lusa por 3 a 0 na quarta-feira é Paulo Henrique Ganso. O camisa 10 não jogou no meio de semana e, com isso, Milton Cruz armou uma equipe que teve Rodrigo Caio como primeiro volante, à frente de uma linha com quatro defensores, e Thiago Mendes e Hudson como meio-campistas centrais, realizando função híbrida, ora como volantes, ora como meias, num desenho que o próprio interino chamou de 4-3-3. Agora, com Ganso, o São Paulo volta ao 4-2-3-1: dois volantes, uma linha de três meias ofensivos e um atacante.
FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X RED BULL
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 11 de abril de 2015, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Bruno Salgado Rizo e Tatiane Sacilotti
SÃO PAULO: Rogério Ceni, Hudson, Rafael Toloi, Lucão e Reinaldo; Denilson, Souza; Wesley, Ganso e Michel Bastos; Alexandre Pato
Técnico: Milton Cruz
RED BULL BRASIL: Juninho, Jonas, Anderson Marques, Fabiano Eller e Romário; Wiliam Magrão, Jocinei e Lulinha; Allan Dias, Edmilson e Raul
Técnico: Mauricio Barbieri
Fonte: Uol

2 comentários em “Enquanto pode, Milton dá nova cara ao SP e testa forças contra o Red Bull

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*