Empreiteiras ignoram reforma do Morumbi

Nenhuma empreiteira procurou o São Paulo para apresentar propostas para a reforma do Morumbi desde que a Serveng desistiu de tocar o projeto, há cerca de dois meses. A empreiteira saiu de cena em meio à polêmica de que teria sido contratada sem concorrência pelo presidente Carlos Miguel Aidar.

O caso não é inédito. A Andrade Gutierrez, reponsável pelo projeto anterior, também desistiu de tocar a reforma após ter seu nome citado em brigas políticas durante as eleições do clube, no início de 2014.

Hoje, no entanto, a modernização do estádio saiu da pauta da diretoria são-paulina. Na última reunião do conselho, nesta segunda-feira, 13, o assunto não foi levantado pelos conselheiros do clube nem pelo presidente Carlos Miguel Aidar.

Além disso, a diretoria não sabe ao certo qual o modelo a ser seguido. Apesar de ser ponto pacífico entre os dirigentes tricolores que as arquibancadas devem ficar mais próximas ao campo, não há consenso sobre como fazer essa mudança. A ideia mais citada é mudar a altura do gramado, para cima ou para baixo.

 

Fonte: Lance

3 comentários em “Empreiteiras ignoram reforma do Morumbi

  1. Todas as maiores empreiteiras deste país estão envolvidas em escândalos e no momento, mais preocupadas em tirar o traseiro da reta… A reforma do Morumbi, passada a euforia da Copa, não atrai nem as empreiteiras de terceira linha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*