Em recuperação, Ganso deve voltar a jogar apenas em novembro

Mesmo que acerte com Grêmio ou São Paulo, o meia Paulo Henrique Ganso deve demorar a jogar novamente. O jogador se recupera de grave lesão muscular na coxa esquerda e só deve voltar aos gramados em novembro. A previsão é do departamento médico santista, que acredita que o tratamento ainda deve durar de cinco a oito semanas.

– Não é uma receita de bolo, por isso não podemos determinar o prazo de retorno. Ele está dentro do prazo, com muita disposição e mostrando uma recuperação muito boa. A ideia inicial era de que o tratamento durasse de seis a oito semanas, pois foi uma lesão grave, mas esperamos que ele consiga voltar em até cinco semanas. Tudo depende da resposta dele – explicou o fisioterapeuta do Santos, Avelino Buongermino.

Do lado do São Paulo, a situação não parece preocupar. Assim que a contratação do camisa 10 passou a ser prioridade, os profissionais da comissão técnica do clube buscaram informações sobre sua condição física. O fisioterapeuta Luiz Rosan se consultou com José Luis Runco, de quem foi companheiro na Seleção, e ouviu que Ganso não tem qualquer problema mais grave ou crônico. Runco teve contato com o jogador durante a Olimpíada, portanto antes da lesão que o Peixe anunciou.

Vale lembrar que em fevereiro a multa de Ganso cai em 5%. Assim, a parte do Santos (45%) passa a valer cerca de R$ 19 milhões e não mais R$ 23,8 milhões.

Por outro lado, o prazo de recuperação do meia reforçou o veto da contratação dele pelo Flamengo. O clube consultou médicos do Santos e, ao saber que Ganso poderia voltar a jogar apenas em novembro, desistiu de vez do negócio.

A primeira etapa do tratamento do camisa 10 foi a aplicação de PRP (plasma rico em plaquetas), a fim de cicatrizar a lesão na coxa. Depois, por uma semana, as sessões de fisioterapia consistiram em aplicação de calor. Nesta quinta-feira, Ganso começou uma nova fase da recuperação, com trabalhos na academia e alongamentos.

– Iniciamos um trabalho de equilíbrio. Vale ressaltar que a gente cuida não só da lesão na coxa, mas também fazemos reforço muscular na perna direita, na qual ele passou por cirurgia no joelho recentemente – disse Avelino Buongermino.

Em meio ao tratamento, o meia tenta definir o seu futuro. Ele já comunicou o Peixe verbalmente que não deseja ficar no clube e estuda as ofertas de São Paulo e Grêmio. Por enquanto, Ganso prioriza o clube do Morumbi.
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*