Sacado após amarelo, Maicon concorda com estilo precavido de Ney

É assim em toda partida do São Paulo: jogadoradvertido de modo precoce é substituído por Ney Franco para evitar expulsão. A mais recente vítima do estilo excessivamente precavido do treinador foi Maicon, substituído no primeiro tempo da derrota para o Atlético-MG, na quarta-feira.

Apesar de ter atuado só 29 minutos em Belo Horizonte, o meia concordou com a entrada dozagueiro Edson Silva em seu lugar, a qual serviu também para recompor o time, que havia acabado de perder o lateral direito Douglas, expulso.

“Foi uma opção. Já tinha sido expulso um jogador nosso, e o juiz estava minando nossa equipe. Ele estava dando cartão para a gente, para o Atlético não estava dando. E eu poderia acabar fazendo uma falta e sendo expulso”, disse o jogador.

Outro a ser substituído depois de amarelo foi Wellington, na etapa final. O volante, no entanto, já estava desgastado fisicamente por ter sido aquela sua primeira partida como titular depois de longo período em recuperação de cirurgia no joelho direito. Ainda assim, Ney Franco justificou sua saída também por “medo de expulsão”.

“Não tem que ter medo, porque o jogador precisa ter tranqüilidade durante a partida. Mas é como falei: o árbitro estava minando um pouco nossa equipe. Eu saí para não ter outra expulsão e deixar nosso time com dois jogadores a menos”, concluiu Maicon.

Além de Denilson, também desfalcará o São Paulo no sábado, diante da Portuguesa, o zagueiro Paulo Miranda, advertido com o terceiro cartão amarelo. A partida, válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, será no Morumbi.o Campeonato Brasileiro, será no Morumbi.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*