Em Itu, São Paulo e Flamengo têm confronto sem grandes pretensões

Sobram ingredientes para que a partida desta quarta-feira, entre São Paulo e Flamengo, fosse interessante. São dois dois maiores times do futebol nacional, semifininalista da Copa Sul-americana e finalista da Copa do Brasil respectivamente, que vão se enfrentar em um estádio cheio. Mas, na prática, há poréns: eles não nutrem maiores expectativas no Campeonato Brasileiro e nem jogarão em um grande centro, mas em Itu.

Marcada para 21h50 (de Brasília), a partida foi tirada do Morumbi por punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ao clube paulista, em decorrência de incidentes com torcedores no clássico contra o Corinthians. Pelo regulamento, é obrigatório que o novo estádio fique localizado a mais de 100 km da capital paulista, e a diretoria optou pelo Novelli Júnior.

Lá, pelo menos, haverá bom público. A carga total de mais de 18 mil ingressos se esgotou rapidamente, no começo da semana. Além disso, há um tabu favorável. Já são 20 anos sem ser derrotado naquele estádio. O último tropeço são-paulino foi em 16 de abril de 1993, quando o Ituano venceu por 1 a 0. Desde então, foram cinco vitórias e dois empates.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net

Wellington deve começar entre os titulares do São Paulo, no lugar de Maicon, poupado pela sequência

“Isso é mais fora de campo, mas sempre que um time grande joga em estádios mais afastados, a torcida lota e ajuda bastante. Não vai ser diferente agora. Vamos jogar com apoio do começo ao fim e tentaremos manter essa invencibilidade”, diz o atacante Ademilson, que, desta vez, terá a companhia de Luis Fabiano – Aloísio sentiu dores musculares na coxa esquerda e foi vetado.

 

Essa é uma das duas mudanças previstas em relação à equipe que foi derrotada na rodada passada pelo Atlético-PR, ocasião em que Muricy Ramalho deu a entender que pouparia boa parte dos jogadores. Em vez disso, o treinador deve usar novamente o que tem de melhor à disposição – com exceçao do meia Maicon, que ficará no banco de reservas – e preservar o elenco no fim de semana, antes da primeira semfinal da Sul-americana, contra a Ponte Preta.

No Flamengo, que soma um ponto a menos (45 contra 46) e também olha para o confronto com pouco interesse, a disputa paralela da Copa do Brasil pode ser usada como motivação, na opinião do técnico Jayme de Almeida.

“Nós temos que usar essa partida para começarmos a preparar a equipe que vai disputar a decisão contra o Atlético-PR. Para dar ritmo aos atletas e projetar aquilo que desejamos nos jogos decisivos”, disse o treinador, ciente de que, no ano passado, o Coritiba foi rebaixado para a segunda divisão nacional com a pontuação que tem hoje o Flamengo.

Como pretende dar ritmo ao time de olho no torneio mata-mata (que, assim como a Sul-americana, dá vaga na próxima edição da Libertadores), Jayme de Almeida não deverá preservar nenhum jogador, ao contrário do que fez no fim de semana, no empate por 1 a 1 com o Goiás, quando mandou a campo uma equipe mista.

Arte GE.Net

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X FLAMENGO

 

Local: Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP)
Data: 13 de novembro de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Assistentes: Janette Arcanjo (Fifa-MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Reinaldo; Wellington, Denilson, Douglas e Ganso; Ademilson e Luis Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho

FLAMENGO: Paulo Victor, Leonardo Moura, Wallace, Chicão e André Santos; Amaral, Luiz Antonio, Elias e Carlos Eduardo; Paulinho e Hernane
Técnico: Jayme de Almeida

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Em Itu, São Paulo e Flamengo têm confronto sem grandes pretensões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*