Em busca de um nome, São Paulo diz receber assédio até de técnico do exterior

O São Paulo segue na indefinição e sem achar um treinador após a demissão do técnico Emerson Leão. Enquanto isso, os dirigentes dizem ter recebido assédio de nomes do Brasil e até do exterior, que querem um dos cargos mais cobiçados do futebol brasileiro.

“Confesso que já recebi até procura de gente ligada a técnicos estrangeiros. Na verdade hoje tem muitos brasileiros que trabalham no exterior e agem como intermediários nesse tipo de negociação”, explicou o vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, sem citar nomes.

O assédio ao dirigente do São Paulo começou antes mesmo da oficialização da demissão do técnico Emerson Leão. Bastou o treinador ficar ameaçado para a movimentação nos bastidores se intensificar.

Intermediários de Levir Culpi e Jorginho procuraram o São Paulo oferecendo o nome dos treinadores, ofertas que foram prontamente descartadas. O primeiro segue no Brasil e diz priorizar o exterior, enquanto o segundo acertou sua ida para o Atlético-PR.

Alheio aos assédios dos intermediários, o São Paulo trabalha em busca de um nome no mercado que lhe agrade. Jesus Lopes tem sondado algumas opções para passar ao presidente Juvenal Juvêncio. A tendência é que a procura se intensifique com a chegada do diretor de futebol Adalberto Baptista da Europa, o que deve acontecer nesta sexta-feira.

O que é certo é que Milton Cruz comandará o São Paulo como técnico interino na partida do próximo sábado contra o Cruzeiro, às 16h20 deste sábado, no estádio Independência (Minas Gerais), pelo Brasileirão, em duelo válido pela 7ª rodada.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*