Em ano sem título, São Paulo sofre com constantes mudanças na defesa

Apesar de ter terminado o Campeonato Brasileiro de 2014 na segunda posição e com a sexta defesa menos vazada, com 40 gols em 38 jogos, o São Paulo enfrentou dificuldades com a irregularidade de sua zaga, o que tem acarretado seguidas trocas no setor. O técnicoMuricy Ramalho começou a temporada com Rodrigo Caio e Antônio Carlos, que perderam espaço por lesões, também chegou a escalar Lucão e Paulo Miranda, que não se firmaram, e terminou o ano com Edson Silva e Rafael Toloi.

Para 2015, a defesa do Tricolor deve ter mais uma alteração. O zagueiro Breno, de 25 anos, que estava preso na Alemanha por incendiar sua casa, foi libertado e volta ao Brasil nesta semana. Ele já acertou um contrato com o Tricolor até outubro.

Muricy ainda requisitou a contratação de Edu Dracena, do Santos, mas o zagueiro foi vetado por Ataíde Guerreiro, vice-presidente de futebol do clube. A torcida, em vários jogos da temporada, pediu a contratação de Diego Lugano, ídolo e campeão mundial em 2005, porém os dirigentes também não aprovaram a ideia.

As outras posições do sistema defensivo também preocupam. Na lateral esquerda, Alvaro Pereira terminou a temporada em baixa e pode deixar o clube antes mesmo do fim de seu empréstimo (Carlinhos foi contratado para reforçar o setor). Na direita, Paulo Miranda foi improvisado em diversos jogos, mas não agradou, e Auro é considerado imaturo por Muricy.

A realidade atual da zaga tricolor contrasta com o sólido sistema defensivo que Muricy  montou no tricampeonato brasileiro que conquistou com o São Paulo em 2006 (Fabão, Miranda e André Dias), 2007 (Breno, André Dias e Miranda) e 2008 (Miranda e André Dias).

 

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Em ano sem título, São Paulo sofre com constantes mudanças na defesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.