Douglas e Wellington formam dupla de ferro em meio a desfalques

Em meio aos problemas de lesões que atingem os jogadores preferidos de Ney Franco, Douglas e Wellington formam a dupla de ferro no São Paulo, sendo os únicos entre os preferidos de Ney Franco que não ficaram de fora dos relacionados por causa de lesões. Não à toa, eles são os que mais jogaram, com 30 partidas, ao lado de Aloísio.

Todos os outros atletas entre os mais usados pelo treinador já tiveram lesão. Paulo Miranda, por exemplo, já foi desfalque por duas vezes. O médico do clube do Morumbi, José Sanchez, afirma que não há como escolher apenas um vilão por causa dos problemas, mas faz coro a treinadores ao admitir que o calendário brasileiro prejudica bastante o físico.

“A gente tem um departamento de fisiologia, de preparação física e também médico muito bem preparado e não tivemos grandes lesões musculares este ano. Isso está dentro do nosso controle. Outras fatalidades, caso de Paulo Miranda, Negueba e Carleto, por exemplo, não temos como controlar. São vários problemas que podem ajudar. Mas o calendário é, sim, um dos problemas”, disse Sanchez.

Além disso, as seguidas decisões que o São Paulo se submeteu também ajudam a aumentar a lista de problemas médicos.

“Tem característica de jogo que também faz o jogador se machucar mais, de se doar mais, de fazer de tudo para jogar. Tem jogador que, por precaução, podia ser poupado, mas vai para o jogo porque é decisão”, completou.

Esse é o exemplo de Rogério Ceni. O goleiro não entrou em campo em algumas partidas após se chocar com Alexandre Pato e machucar o pé. No mata-mata da Libertadores, no entanto, ele foi para o sacrifício e pôde defender o São Paulo.

Além dos quatro já citados, outros atletas entre os que estão no elenco desde o início da temporada já ficaram de fora. Lúcio, Denilson, Paulo Henrique Ganso, Aloísio, Luis Fabiano, Osvaldo, Maicon, Toloi e Rhodolfo já precisaram ficar na maca.

Juan, que começou a jogar só após a eliminação da Libertadores, Rodrigo Caio e Edson Silva são outros exemplos que ainda não viraram desfalques, mas eles são pouco utilizados por Ney. Rodrigo virou titular recentemente, com a queda na produção de Wellington.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.