Discursos conflitantes fazem Osorio virar alvo de críticas no São Paulo

A permanência de Juan Carlos Osorio para 2016 ainda é considerada fundamental pela diretoria do São Paulo, mas é fato que o treinador perdeu prestígio dentro do clube. Tudo pela diferença do que é dito para os cartolas internamente e o que é expressado aos jornalistas e torcedores nas entrevistas coletivas. A antes postura irretocável do Profe agora tem recebido muitas críticas de pessoas ligadas ao clube.

Em várias conversas com o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, o colombiano garantiu não ter recebido nenhuma proposta e que não pensa em deixar o clube, já inclusive pensando no planejamento do ano que vem.

Só que, em suas últimas declarações, ele confirmou as conversas com a Federação Mexicana e ainda deixou claro que o sonho da sua carreira é comandar uma seleção que vai disputar a Copa do Mundo. Acabou deixando no ar a possibilidade de que pode pedir demissão.

– Muita gente no clube não entende o que ele está fazendo. Fala uma coisa dentro do clube e outra fora. Para alguns, ele está forçando uma saída. A afirmação dada sobre não confiar na diretoria causou um mal estar enorme, embora ele estivesse se referindo à saída dos jogadores. De qualquer maneira, pega mal quando um treinador fala isso – afirmou uma pessoa ligada ao clube do Morumbi, em conversa com a reportagem do GloboEsporte.com.

O vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, disse que está cansando de falar sobre o mesmo assunto e que vai ficar quieto enquanto a situação de Osorio não estiver definida.

– Não tenho mais nada o que falar. Para mim, disse que vai continuar. Se estiver me enganando, será uma decepção. Se ele for embora depois, não adianta eu ficar batendo nessa tecla, porque depois eu fico com cara de bobo. Comigo, ele diz que são boatos. Para mim diz isso, mas fico sabendo das informações que a imprensa fala de que está saindo. Então, é bom ficar quietinho e esperar – afirmou o dirigente.

Ataíde, inclusive, diz que todo o planejamento da próxima temporada está sendo feito com o treinador. Sua saída será catastrófica para o futuro da equipe.

– Tudo o que eu faço é a pedido do Osorio. E tudo isso faço logicamente na surdina, não é para vazar. É com calma. Vamos esperar e ver o que vai acontecer. Minha preocupação é se ele vai mesmo ficar para 2016. Estou montando o elenco para o ano que vem, com orientação dele. Se não for (ele o treinador), será em furo na água – ressaltou Ataíde Gil Guerreiro.

O certo é que Osorio comanda o São Paulo na noite desta quarta-feira, na partida contra o Vasco, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O duelo será realizado no Maracanã, a partir das 22h. Por ter vencido o jogo de ida por 3 a 0, a equipe pode perder por 2 a 0 ou por três gols de diferença, desde que marque pelo menos uma vez.

Fonte: Globo Esporte

Nota do PP: as críticas a Osorio são porquê ele falou o que ninguém fala: a verdade. Não teme perder o emprego, não depende dos cartolas brasileiros para conseguir trabalhar em outro clube. Seu universo é o mundo, não o Brasil.

5 comentários em “Discursos conflitantes fazem Osorio virar alvo de críticas no São Paulo

  1. O que me preocupa muito e a saída do Osório ,porque se isso realmente acontecer a copa do Brasil praticamente já era ,ou seja com Osório 99% de chance de ganha sem Osório 1% de chance de ganha .

    Circular uma noticia que o Osório vai embora sábado após o jogo contra o atlético- PR e Muricy assume segunda feira o são Paulo alguém confirmar essa noticia ?

    Abraços a todos os soberanos

  2. Os assuntos de fofocas toma conta e não se comenta mais nada sobre métodos de trabalho e planejamentos. Vem me chamando à atenção a quantidades de jogadores fora de combate de uma partida para outra, sendo quem nem dá mais para fazer rodízio, é escalado o que tem disponível no momento. Tenho uma duvida, estava tão errado o Murici com seus recreativos e rachões, poupando assim os jogadores, justifica o pensamento pelo fato que ele terminou o ano passado em segundo lugar e com o time inteiro. Não seria o caso de diminuir a intensidade também.E se for isso mesmo os criticos contra o Murici e seu método está cometendo uma grande injustiça. Claro que tem outros tópicos contestados pela torcida e que também devem ser analisados.

  3. O que ele diz à mídia todos sabemos, mas as conversas reservadas com o vice presidente vêm por um único canal, que por sinal agora aos 45 do segundo tempo resolve se calar para não ficar com cara de bobo caso ele saia, já ficou, tantas foram as vezes que garantiu a permanência do técnico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*