Dirigentes de Vitória e São Paulo se reúnem, e conversa por Kieza avança

A negociação entre Vitória e São Paulo pelo atacante Kieza continua – e anda a favor do Rubro-Negro. Na manhã deste sábado, o vice-presidente da equipe baiana, Manoel Matos, e o diretor de futebol, Anderson Barros, participaram de uma reunião com a cúpula do Tricolor em São Paulo para tratar do assunto. A negociação envolve, além da compra dos direitos federativos de Kieza, uma parceria entre as categorias de base dos clubes, com a ida de dois atletas da Toca do Leão para o clube do Morumbi, conforme confirmado pelo presidente do clube paulista, Carlos Augusto de Barros e Silva.

O desfecho ainda não foi selado, e não é neste fim de semana que o atacante vai desembarcar em Salvador. Ainda assim, as negociações avançam bem. Ainda não há prazo para que o martelo seja batido, mas a tendência é que haja uma resolução sobre o caso na próxima semana.

A contratação de um centroavante é uma das prioridades do Vitória na temporada. Vagner Mancini por várias vezes falou da falta de opções de um homem de área dentro do elenco. No Rubro-Negro, Kieza teria somente a concorrência de Robert, que tem contrato até o fim de maio, e Rafaelson, atleta que o treinador disse não estar pronto para atuar entre os profissionais.  O clube baiano, inclusive, precisa se apressar se quiser contar com o atacante para o Baianão: as inscrições para o estadual terminam nesta quarta-feira, dia 16 de março. Se a contratação não for confirmada até lá, Kieza poderá atuar apenas no Brasileirão e na Copa do Brasil. Outros dois jogadores também precisam ser inscritos até quarta no Baiano: o atacante Dagoberto e o zagueiro Victor Ramos, que foram anunciados, mas ainda não estão regularizados.

Kieza foi contratado pelo São Paulo no início desta temporada e participou de apenas dois jogos – um como titular. Para contar com o atacante, destaque do Bahia em 2015, o Tricolor paulista enfrentou uma longa negociação e aceitou pagar 1 milhão de dólares (cerca de R$ 4 milhões) ao Shanghai Shenxin, da China.

Por enquanto, só parte desse valor foi paga, conforme previa o contrato. Para avaliar propostas por Kieza, a diretoria do São Paulo pede que o interessado se comprometa, com garantias, a assumir sua dívida com os chineses, além de onerar o cofre pelo dinheiro que já saiu do cofre para bancar a chegada do reforço.

Pesa a favor de uma possível saída a opinião do atacante. Kieza foi contratado para ser reserva de Alan Kardec, mas, pouco depois, o Tricolor acertou o empréstimo do argentino Calleri, até junho. Kieza já confidenciou a pessoas próximas que sua prioridade é jogar. Seja onde for.

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Dirigentes de Vitória e São Paulo se reúnem, e conversa por Kieza avança

  1. mais uma vez peço desculpas a todos por não falar d e futebol

    gente domingo é um dia muito importante para a democracia brasileira ,por isso eu peço a quem for protesta faça de maneira ordeira e sem violência e principalmente respeitando a opinião do outro que seja contraria a sua .

    boa democracia a todos

    pra sempre soberano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*