Diretor tricolor define expulsão de Paulo Miranda: “Lance infeliz”

Após a vitória contra o Coritiba, Emerson Leão defendeu com unhas e dentes a atuação de Paulo Miranda, expulso no segundo tempo dojogo  de ida da semifinal da Copa do Brasil. Para a diretoria tricolor, o lance que determinou o cartão vermelho é alvo de questionamentos.

Aos 15 minutos da etapa complementar, Paulo Miranda perdeu o tempo da bola e acertou o meio-campista Sérgio Manoel com força excessiva. Ele levou o vermelho porque já estava pendurado com um amarelo.

“Foi um lance infeliz, mas o Paulo Miranda estava fazendo uma partida muito boa, talvez tenha havido excesso de vontade que acabou prejudicando”, analisou o vice de futebol do clube, João Paulo de Jesus Lopes.

Para Emerson Leão, Paulo Miranda vinha sendo o melhor do São Paulo até o momento da expulsão. Responsável pelo afastamento do defensor após a eliminação do Estadual contra o Santos, a diretoria também cita, pelo menos no discurso oficial, o reconhecimento de evolução do atleta.

“Estamos satisfeitos com o desempenho do Paulo Miranda, ele vai fazer falta no jogo de volta, vem se apresentando bem, mas temos alternativas para substituí-lo”, afirmou João Paulo de Jesus Lopes.

A tendência é que Edson Silva seja escalado ao lado de Rhodolfo para enfrentar o Coritiba no caldeirão do Couto Pereira. Outras alternativas para Leão na defesa seriam Bruno Uvini e João Filipe.

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Diretor tricolor define expulsão de Paulo Miranda: “Lance infeliz”

  1. Depois de oubir um comentario desse diretor, podem esperar de tudo no Tricolor…

    Esse paulo SAUDADE miranda é lastimável seu futebol, se é que podemos falar que ele joga bola!!!!

    Com paulo miranda em campo, sempre terá emoção tenebrosa para nosso lado, é claro!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*