Diretor adjunto e advogado permanecem no Futebol, a pedido de Leco

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, entrou em contato com o diretor adjunto Fernando Bracalli Chapecó e o advogado Alexandre Pássaro para pedir para a dupla permanecer no departamento de futebol do clube após a saída do diretor executivo, Vinícius Pinotti, nesta quarta-feira. Os dois aceitaram a solicitação e vão ajudar no planejamento para montar o elenco para 2018 e nas questões administrativas.

Chapecó chegou até a colocar o seu cargo à disposição, mas aceitou se manter na diretoria para contribuir com o São Paulo. Os dois podem ser peças importantes na hora de conduzir as negociações para reforçar o time tricolor e de resolver os assuntos corporativos.

Vinícius Pinotti pediu demissão nesta tarde. Segundo a versão do ex-dirigente, ele não teria concordado com algumas posturas do presidente nos últimos meses. O estopim seria uma divergência em relação à negociação da transferência do atacante Lucas Pratto e o fato de Pinotti ter convidado Jair Ventura para assumir a direção técnica do São Paulo, sem o conhecimento do presidente. Leco demitiria Pinotti nesta quarta e, por isso, o dirigente se antecipou com o pedido para deixar o cargo.

Raí, como Tricolornaweb antecipou,  é o mais cotado para assumir o posto. É provável que outras mudanças aconteçam nos próximos dias entre os diretores do clube. O São Paulo planeja cortar custos e reformular os seus departamentos até o início de 2018.

6 comentários em “Diretor adjunto e advogado permanecem no Futebol, a pedido de Leco

  1. Talvez seria hora de trazer o Gustavo Oliveira de volta, a saída dele foi muito nebulosa, mutio estranha, tvz ao lado do Raí dê frutos, eu me lembro que as pessoas elogiavam muito ele pela desenvoltura ao conduzir os negócios, capacidade de articulação, ele mesmo corria atrás de tudo, viajava para qualquer país, fazia toda a logística, tomava a frente do negócio, não vejo mesmo o Raí fazendo esse papel. Talvez uma dobradinha Raí e Gustavo Oliveira traria bom resultado.

    • Hã? Gustavo Oliveira? Este só defecou no São Paulo. Foi mais um leva-e-traz de Leco e seus lacaios. Raí, se quiser fazer um bom trabalho, obrigatoriamente, terá que mostrar personalidade. É perfeitamente habilitado para o cargo. Tendo assessoria jurídica, não terá problemas para conduzir a parte operacional.

      • Ao contrário, André, o que li de algumas pessoas que viviam o ambiente do clube era que internamente o cara estava tentando mudar toda a filosofia, apontando o que estava errado, tentando fazer um trabalho profissional, trazer um departamento de análise de dados, e quando começou a apontar vários erros começou a pisar no calo de muita gente e foi chutado do clube por estar incomodando os velhos cardeais que não largam nunca o osso. Era efetivamente um profissional, diferente dessa conversinha mole de indicar ex-jogador para se esconder atrás ou amigo político.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*