De volta ao 3-5-2, São Paulo deseja fechar buracos e ser inteligente

Emerson Leão foi demitido sob o argumento de que não sabia usar um elenco consideradocompetitivo e ainda deixava a equipe desorganizada em campo. A solução encontrada pelo interino Milton Cruz foi retomar o 3-5-2, até sacando o contestado Paulo Miranda. Mas o time está ciente: não adianta mudar o esquema se não houver consciência tática, já que a partida contra o Cruzeiro, neste sábado, é considerada uma “pedreira”.

“Será um jogo difícil, eles são uma equipe que marca muito forte e tem um contra-ataque bom. Precisamos ser inteligentes para jogar lá. Não adianta tentar fazer o gol toda hora e deixar um buraco no meio e lá atrás. Devemos saber jogar certinho e não tomar gols como temos tomado”, discursou Rhodolfo.

Na zaga, as novidades são João Filipe e Edson Silva formando um trio que nunca atuou junto – a única vez que o São Paulo foi escalado no 3-5-2, Bruno Uvini jogou ao lado de Edson Silva e Rhodolfo. “Mas são zagueiros que estão acostumados a jogar. Com o João mesmo, joguei várias vezes junto no ano passado. No decorrer da partida vamos nos acertando”, previu Rhodolfo.

Luiz Pires/VIPCOMM

No novo esquema, a equipe se preocupa em não se empolgar no ataque para não expor a defesa

O camisa 4 prevê sucesso na formação. “O time agora ficou bem forte na marcação, é um cara a mais para ajudar ali atrás e correr. Entrou o Edson que é bom de cabeça e o João, que é um cara alto. Vamos conversando no jogo porque temos que buscar essa vitória lá.”

 

Na parte ofensiva, a novidade são as saídas de Casemiro e Cícero. Um deles dá lugar a um zagueiro e outro vê Maicon compondo o meio-campo com Denilson e Jadson, além de Douglas e Cortez nas alas. O novo componente do setor promete se empenhar na marcação para não desperdiçar sua chance.

“Falei com o Milton que, ali no meio, jogo em todas as posições. Menos de volante”, disse Maicon, escalado de volante algumas vezes por Leão. “No esquema com três zagueiros, ataco também e faço a bola chegar à frente para o Lucas e o Luis Fabiano. Mas todos temos que nos movimentar, sair da marcação, ficar próximo um do outro.”

Qualquer falta de entrosamento pelo posicionamento será solucionada com zagueiro. “Faz um tempinho que não jogamos no 3-5-2. Mas, independentemente do esquema, temos que entrar em campo mostrando nosso valor, o valor da nossa equipe, com aquela pegada para conquistarmos a vitória”, falou Edson Silva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*