De férias no Espírito Santo, atacante Heron espera afirmação no São Paulo

Cria das categorias de base da Desportiva Ferroviária, o atacante Heron, de 19 anos, hoje no sub-20 do São Paulo, passa férias no Espírito Santo. E o jovem jogador aproveitou para rever os amigos dos tempos de Locomotiva Grená e falar um pouco desse seu primeiro ano no Tricolor Paulista.

Destaque da Desportiva na Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2016, Heron chamou a atenção dos dirigentes do São Paulo, que acertaram um empréstimo de dois anos com o time capixaba. O Atacante acumula oito gols na temporada, sendo dois na edição desse ano da copinha.

Desde o começo de 2016 treinando com o time sub-20 do São Paulo no complexo de Cotia, localizado a aproximadamente 36 km da capital paulista, Heron se impressionou com a estrutura física do local. Ele afirma que na parte técnica não sentiu muita diferença, mas o treinos físicos foram mais puxados.

– O que mais me impressionou foi a estrutura física, né. Até que a parte técnica a gente tinha parecida com eles. O Rodrigo Calixto, por já ter trabalhado em clubes grandes, tem bastante conhecimento sobre os treinos. Teve treino que eu fiz lá no São Paulo que eu já havia feito aqui na Desportiva, mas os treinos físicos são diferentes, muito por conta da estrutura de lá – disse.

Heron avalia que sua primeira temporada no time do São Paulo foi melhor do que imaginava. O jogador comemorou as oportunidades recebidas no Tricolor Paulista.

– Foi um ano bom, até melhor do que eu esperava, porque eu tive bastante oportunidades. Quando eu fui pra lá eu não sabia que eu ganharia tantas oportunidades, até pelo nível do time do São Paulo – explicou.

De olho em uma oportunidade no time profissional, Heron revelou uma conversa com o técnico e ídolo do São Paulo Rogério Ceni. O treinador visitou a equipe sub-20 antes da disputa da copinha para um bate papo com os jogadores.

– Antes da Copa São Paulo o Rogério Ceni foi na concentração conversar com a gente. Ele falou que vai olhar bem para a base, que vai querer aproveitar os jogadores da base. Meu objetivo nesse ano é me firmar como titular no sub-20 e também subir para o profissional. Quem sabe – finalizou.

Vargas, Heron e Ramires (Foto: Wagner Chaló/GloboEsporte.com)Heron entre os ex-companheiros de Desportiva, o meia Vargas e o lateral Ramires (Foto: Wagner Chaló/GloboEsporte.com)

Férias e visita aos amigos

De férias desde a eliminação na Copa São Paulo, diante da Chapecoense, Heron aproveitou a folga e foi assistir ao treino da Desportiva Ferroviária, que se prepara para a estria no Capixabão 2017. Acompanhado do pai e do irmão mais novo, ele reviu alguns dos antigos companheiros de time.

O jogador disse que ainda acompanha o clube pela internet e também por meio das redes sociais. Ele disse, inclusive, que ainda está no grupo de WhatsApp dos jogadores.

– Tenho acompanhado a Desportiva, lá de São Paulo. Eu ainda estou  no grupo de WhatsApp dos jogadores e também acompanho as notícias pela internet. Dos que jogaram comigo aqui na base ainda estão o Tião, Vargas, Ramires, Valim e o Brian – explicou.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*