De Centurión ao rodízio ‘para a vida’, Osorio planeja seu São Paulo

Juan Carlos Osorio, Lorde ou Profe para os colombianos, foi apresentado pelo São Paulo na última segunda-feira e já sinaliza com mudanças no clube, do dia a dia à escalação da equipe. Técnico quer que o Tricolor tenha mais coração e que até mesmo as estrelas se adaptem a sistema de rodízio no time titular. Com ele, Centurión e Ganso ganham força, mas dupla Pato-Fabuloso deve ser rara.

TREINOS INTENSOS
Uma das principais exigências de Juan Carlos Osorio para o elenco será a entrega total até mesmo durante os treinos do Tricolor no CT da Barra Funda. Os treinamentos também servirão para Osorio decidir quais profissionais trará do Atlético Nacional para a comissão técnica e se indicará atletas.

– Você trabalha um jogador no treino e nos jogos. O jogador tem que aproveitar o treino para que possa tomar melhores decisões nas partidas – justificou o técnico colombiano.

RODÍZIO DE TITULARES
Osorio chegou a ficar 149 jogos sem repetir escalações no Atlético Nacional. E esse rodízio deve ser implantado também no elenco do São Paulo.

– É um grande desafio fazer o jogador entender que o rodízio é um princípio não só do jogo, mas da vida. Não se compara jogadores por dinheiro e história. Se respeita esse prestígio, mas todos são iguais – avisou.

O colombiano deixou claro que suas mudanças são menos drásticas em jogos decisivos para errar menos, mas que a ideia é sempre dar espaço para jogadores jovens mostrarem serviço.

MARCAÇÃO PRESSÃO
Um dos princípios fundamentais de Osorio é: “defender bem é defender pouco”. A teoria parte da prática de uma marcação mais adiantada.

– É preciso defender com o mesmo número ou com um a mais do que o rival. Conto com a colaboração de todos. Pato, Ganso, Bastos e Wesley… Gosto de fechar laterais que avançam com dois pontas e um centroavante. Atrás, para defender, se são dois atacantes, jogo com três zagueiros. De resto,espelhar o rival. Gosto do princípio de roubar bolas no ataque e gostaria que isso fosse alcançado aqui. – disse.

POSIÇÕES DE GANSO
Juan Carlos Osorio é um apreciador do futebol de Paulo Henrique Ganso. A prova é que o técnico já tem algumas alternativas para escalar o meia. Em uma delas, o camisa 10 seria o armador centralizado, com dois volantes atrás e três homens de ataque à frente. Outra opção é deixar o Tricolor com apenas um volante marcador protegendo dois criadores: Ganso pela esquerda e outro pelo lado direito. Nessa formação, esquemas com três zagueiros ganham mais força.

CENTURIÓN EM ALTA
Ricardo Centurión foi a contratação mais cara do São Paulo no ano, mas ainda não se firmou como titular. Com Osorio, no entanto, isso deve ser apenas uma questão de tempo. O colombiano costuma investir muito em jogadas pelas pontas, sempre com velocidade, característica principal do jovem atacante argentino.

– É um grande jogador. Vejo em Ricky (apelido de Centurión) todas as condições de ser esse jogador que atua pelos lados no ataque – destacou o Lorde.

PATO CONTRA LF9
Ver Alexandre Pato e Luis Fabiano juntos no time titular do São Paulo, como contra o Internacional no domingo, pode se tornar algo raro com Osorio comandando o elenco tricolor. Para as pontas, Osorio tem Centurión, Michel Bastos e Cafu, além do garoto Ewandro.

– Creio que há possibilidade de Pato e Luis jogarem juntos, mas gosto de usar jogadores de lado. E aqui temos vários! Mas se pegamos uma equipe vulnerável, podemos tentar usar os dois juntos – explicou.

Fonte:  Lance

3 comentários em “De Centurión ao rodízio ‘para a vida’, Osorio planeja seu São Paulo

  1. Se vai conseguir eu não sei, mas pelo menos chegou falando diferente do que estamos acostumados a ouvir dos técnicos tupiniquins (não está contaminado pelos vícios do nosso futebol). E vou torcer muito para que consiga sucesso no SPFC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.