Cuca mantém confiança no trabalho para findar “fracassos” do São Paulo

Mesmo há quatro jogos sem vencer, sem conseguir balançar as redes adversárias e eliminado da Copa do Brasil para o Bahia na fase oitavas de final, Cuca mantém a confiança de que o São Paulo irá encontrar seu caminho visando o restante do Campeonato Brasileiro, única competição que restou para o clube em 2019. O discurso, inclusive, é de que até mesmo a conquista do título é possível.

Em entrevista concedida na conturbada sexta-feira pelos lados do Centro de Treinamentos da Barra Funda, o treinador admitiu que o momento do clube do Morumbi está “enfileirando fracassos” e precisa de uma resposta rápida para a torcida, que não comemora um título desde 2012, com a taça da Copa Sul-Americana.

“Já passei diversas vezes por situações como essa (ambiente conturbado). Em 2016, do outro lado aqui, no Palmeiras, tomamos uma goleada do Água Santa e depois falei que seríamos campeões. Parecia loucura, mas era sentimento. Eu tenho certeza que o trabalho vai vingar aqui. Não é fácil trabalhar no futebol na hora ruim, mas temos que ter perseverança e fé. Eu passo isso para eles. Vamos reagir. Viemos de duas eliminações catastróficas, mas vamos acabar bem”, disse Cuca.

Quarto colocado do Campeonato Brasileiro com 11 pontos, o São Paulo entra em campo neste domingo para tentar espantar a má fase. Ainda assim, o comandante crê que a evolução do time irá se dar após a pausa para a Copa América, quando terá um longo período de treinamentos para poder arrumar o time.

“A vaga da Libertadores começa pelo primeiro, vamos pensar. Podemos pensar em ser campeões. Tenho que ter a grandeza de pensar, mesmo em um momento ruim. Quando você não tem mais condição de ser campeão, é uma coisa, mas todos têm”, comentou. “A grande maioria aqui sabe o que é representar um grande clube, um clube grande que está enfileirando fracassos. Só nós podemos mudar essa história. Com nosso trabalho, dedicação e confiança”, finalizou.

O provável time do São Paulo para enfrentar o Cruzeiro às 16h (de Brasília) é o seguinte: Tiago Volpi; Hudson (Igor Vinícius), Bruno Alves, Walce (Anderson Martins) e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê, Hernanes; Helinho, Toró e Alexandre Pato.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.