Críticas de Aidar só reforçaram ideia que Luis Fabiano tinha do São Paulo

As declarações do presidente Carlos Miguel Aidar, proferidas esta semana no Uruguai, só reforçaram a ideia que Luis Fabiano tem de sua situação hoje no São Paulo. Mesmo antes das críticas do presidente, o centroavante já se sentia desprestigiado no clube e sem esperanças de renovar seu contrato, que vence no fim desta temporada.

O sentimento do Fabuloso vem de sua relação com os dirigentes, que ele considera fria. Na visão do atacante, nunca houve um indício de que tinham intenção em renovar.

Argumenta com um episódio do ano passado. O centroavante recebeu uma multa em 30% do salário por ter sido expulso na partida contra o Huachipato (CHI), no Morumbi, pela Copa Sul-Americana. Não gostou, por dois motivos.

Primeiro porque não considerou justa a expulsão. Achou que o árbitro exagerou ao ver agressão no meio campista Arrue, embora tenha atingido o rosto do chileno.

Segundo: considerou a pena severa e arbitrária, já que não havia sido adotado o mesmo critério com outros jogadores. Michel Bastos, por exemplo, já havia sido expulso duas vezes por entradas violentas e não recebeu multa. Este ano, foi novamente expulso contra o o Palmeiras, assim como o zagueiro Rafael Toloi. Mas a diretoria disse que não anunciaria se houvesse punição. A de Luis foi exposta na mídia.

Do lado de Aidar, há dois pontos a se considerar. Primeiro que as declarações fazem parte de um contexto maior. Aidar não é favorável à renovação de Luis porque acha que o salário do jogador foge dos padrões que pretende dar ao clube.

No entanto, quem critica a atitude do presidente no São Paulo diz que, mais uma vez, Aidar botou a boca no trombone fora de hora.

Na quarta-feira, contra o Corinthians, pela Libertadores, Luis será o único centroavante à disposição, já que Pato não pode atuar. Ou seja, se precisava de motivação, ouvir do presidente que seu custo-benefício hoje é zero em nada ajudou. Depois disso, Luis se calou e criou-se uma corrente no clube para acalmar os ânimos do centroavante.

Fonte: Lance

8 comentários em “Críticas de Aidar só reforçaram ideia que Luis Fabiano tinha do São Paulo

  1. Minha única preocupação é que o “fabuloso” “entregue” contra o curintia: provoque uma expulsão ou fique deliberadamente em impedimento, o que nem daria para perceber a “entrega”
    Prefiro o Cafú, jogando como único atacante do que ele, porque tenho certeza de que um vai dar tudo de si para o time enquanto o outro já há muito vem atrapalhando fora e dentro do campo.
    Lógico que estou forçando a barra quanto à “entrega” – na hora do jogo não dá para ser tão frio e ignorante -; mas já que as coisas estão neste pé, melhor deixa-lo fora da decisão para, inclusive, protegê-lo

  2. Não tem que renovar o contrato mesmo, o LF nunca valeu oque ganha no tricolor, o ricardo oliveira joga muito mais e ganha muito menos, mas não é por isso que o bolha do nosso presidente tem que vir denovo falar besteira antes da hora, no fim do contrato manda embora e pronto, diz obrigado pelos serviços prestados (pra ser politico) e tchau!

  3. Como nunca tive LF na conta de um jogador de ponta, muito pelo contrário, foram mais decepções do que alegrias, inclusive contando sua primeira passagem, é o tipo de informação que não me diz nada, apenas vá com Deus.
    Quanto ao presidente, entendo ser um sujeito fora de compasso e muito aquém das qualificações necessárias para o cargo que ocupa, nada a ver com o causídico, apenas por se julgar em condições de prestar um serviço além de suas atividades profissionais, como outros, que conseguem sucesso em ambos.

  4. Esse presidente realmente é um paspalhão, mas……daí defender o LF, não dá, dispensa logo e usa o dinheiro pago num investimento melhor.

  5. E’ mesmo melhor jogar com um kone la na frente porque com esse
    luisito pipokkkka na’o da’ mesmo.
    O Joa’o do gol olimpico da base e’ intensamente melhor que ele.
    luisito se acha, ja era, e na’o tem espelho nem humildade,
    ate’ o reserva do Ceni, serve. KKKKKKKKKKKKK

    fora, com + , com ataide e mesmo com toda essa gente icompetente do aidar,
    tem gente boa e’ claro nem todos sa’o da mesma panela.

  6. A falta de profissionalismo da diretoria é coisa grandiosa, daqui a uns anos se a gente contar uma coisa dessa, como se passou, ninguém vai acreditar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*