Críticas de Adalberto a Rogério Ceni irritam diretoria do São Paulo

As novas críticas de Adalberto Baptista, ex-diretor de futebol e novo diretor-secretário geral do São Paulo, não foram bem aceitas pela cúpula do clube. Julio Casares, um dos nomes cotados para ser o candidato da situação nas eleições de 2014, se mostrou contrário às declarações do braço-direito do presidente Juvenal Juvêncio.

– Isso nos pegou de surpresa e não reflete a opinião da diretoria. Muito pelo contrário. Nós colocamos o Rogério como um ídolo, um mito, e acreditamos que o Paulo Autuori faz um grande trabalho – afirmou o vice-presidente de marketing.

O retorno de Baptista ao clube não agradou aos principais dirigentes tricolores, principalmente por por ter reflexos entre conselheiros. Eles entendem que isso poderá prejudicar a chapa da situação no pleito de abril do próximo ano. Adalberto é adorado por Juvenal, mas não tem força política no clube para ser candidato.

Em entrevista ao jornal “Lance” de quinta-feira, Adalberto Baptista disse que Ceni “se colocou acima do São Paulo” ao dizer que o legado do técnico Ney Franco no clube era zero, logo após a perda do título da Recopa Sul-Americana para o Corinthians, no Pacaembu.

O ex-dirigente falou acreditar que o time estaria em uma posição melhor no Campeonato Brasileiro se o técnico Ney Franco não tivesse sido demitido. Baptista era um defensor ferrenho do treinador e acabou entregando a carta de demissão pouco depois da queda do comandante.

A relação de Ceni e Adalberto se desgastou em meio à crise. O goleiro chegou a dizer que o Tricolor havia “parado no tempo” e ouviu do então dirigente que estava atuando com limitações por causa de uma lesão no pé direito e, por isso, vinha tendo dificuldades para repor a bola em jogo.

 

Fonte: Globo Esporte

4 comentários em “Críticas de Adalberto a Rogério Ceni irritam diretoria do São Paulo

  1. O Rogério Ceni está fazendo o papel de Judas na Semana Santa: Todos querem tirar uma lasquinha. Que é isso? Uma análise desapaixonada das últimas atuações do Rogério vão mostrar que ele tem sido um dos menores culpados pelo que está acontecendo com o time. Nossos adversários tem todos os motivos para dizer que o SPFC vai cair. Eles conhecem o caminho das pedras.

  2. Com todo o respeito que temos que ter pelo Homem Rogério Ceni. Como ser humano, ele tem muito a dar para o SPFC, como dirigente, mas, como atleta, está perdendo a oportunidade parar “em alta”. Ele não é mais uma unanimidade. O pior é que o SPFC não está preparando um sucessor para ele, na meta. Abs e sigamos confiante na reabilitação.

  3. Que coesa esta diretoria,hein?Casares, que no inicio me pareceu um dirigente interessante, não passa de um puxa-saco.Têm medo que se arde do JJ.Eles precisam dizer isso na cara daquele velho caquético,que entende tanto de futebol que não se tocou que a simples volta do playboy Adalberto geraria desunião novamente.Mas para JJ o importante é O PRÓPRIO EGO e não o São Paulo.

    • Comentário perfeito. Estou aplaudindo e assino em baixo. O Playboy é simplesmente ridículo. Sua presença é NEFASTA aos interesses do clube e seu retorno a cena apenas comprova a senilidade do Presidente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.