Cortez evolui na marcação e ganha crédito com diretoria do São Paulo

Um dos reforços contratados para a temporada 2012, o lateral-esquerdo Cortez andou sendo contestado durante o ano, mas deu a volta por cima no São Paulo. Criticado por muitos pela deficiência na marcação, o defensor trabalhou duro e, na reta final do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-Americana, esteve sempre entre os melhores da equipe.

Seguro no combate, foi elogiado pela comissão técnica e por importantes dirigentes do clube que, inclusive, desistiram da ideia de contratar um novo jogador para a posição. Os dirigentes andaram sondando o mercado e analisando nomes como os de Fabrício, do Internacional, e André Santos, do Arsenal, da Inglaterra.

Na partida contra o Tigre, por exemplo, Cortez esteve entre os mais acionados. Os poucos ataques da equipe argentina sempre ocorriam pelo seu setor com o meia-atacante Botta, a maior promessa da equipe de Nestor Gorosito. O lateral não só deu conta do combate, como encarou de frente os rivais e sofreu com a violência. No retorno da delegação para o hotel em Buenos Aires, ele mancava na volta do jantar e tinha um saco de gelo nas mãos para colocar na perna direita.

– Apanhei bastante, levei cusparada. Quando jogam Brasil e Argentina, não importa se vai enfrentar um time grande ou pequeno, a catimba existe e é preciso conviver com isso -afirmou o jogador.

Além da postura do atleta, que reconheceu suas deficiências e trabalhou forte para melhorar, uma pessoa da comissão técnica tem participação direta no crescimento do atleta: o auxiliar técnico e braço direito de Ney Franco, Éder Bastos. Ao final de cada treino, os dois conversavam e faziam treinos específicos de cobertura e marcação. Com tamanha assistência, Cortez entendeu o que vinha fazendo de errado e melhorou muito.

– Eu faço os trabalhos no dia a dia. A comissão técnica me ajuda, Toloi e Rhodolfo também dão muitos conselhos. Estou crescendo defensivamente e ofensivamente – reconheceu o jogador.

Cortez terá a sombra de Carleto na próxima temporada. Reserva de Carlinhos no campeão brasileiro Fluminense, o lateral será avaliado por Ney Franco durante a pré-temporada e Campeonato Paulista. Vale lembrar que ainda existe a opção do garoto Henrique Miranda, que atuou como titular nas partidas contra Ponte Preta e Corinthians e foi elogiado pela comissão técnica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*