Conversas avançam e João Schmidt fica perto de renovar com o São Paulo

Depois de afirmar em entrevista coletiva que a renovação com o São Paulo caminhava bem, João Schmidt está cada vez mais perto de assinar novo vínculo com o Tricolor. O atual tem validade até 30 de junho de 2017, o que permite ao jogador assinar pré-contrato com qualquer equipe a partir de janeiro.

Esse risco fez com que a direção tratasse o caso como prioridade e já tenha chegado perto do salário pedido pelo atleta. Depois de quatro anos da estreia como profissional, esta temporada foi a mais consistente de Schmidt – 28 de seus 48 jogos pelo clube foram jogados este ano.

O crescimento em 2016 deve fazer o salário do camisa 15 chegar perto de dobrar. As últimas condições do novo contrato serão debatidas pelo volante com seus empresários, os ex-jogadores Deco e Luizão.

Depois, uma conversa com o diretor-executivo Marco Aurélio Cunha será realizada para, possivelmente, concretizar a renovação. Schmidt e seu estafe mostram otimismo e o próprio São Paulo dá sinais de que o acerto está bastante próximo.

A intenção é concluir as negociações rapidamente para evitar maior assédio de outras equipes a partir de janeiro.

 

Fonte: Lance

2 comentários em “Conversas avançam e João Schmidt fica perto de renovar com o São Paulo

  1. Que assédio meu?
    Eu tinha uma enorme esperança no João que, jogo após jogo, vem me decepcionando. Achava que ele tinha tudo para dar certo no meio campo do tricolor: volante canhoto, futebol elegante, como, também, elegante é ele em campo, e “famoso” por ter bom passe.
    Mas a realidade não está provando toda esta expectativa! A realidade é que o João não defende; não ataca; não tenta passes em profundidade; erra a maioria dos passes verticais e não usa o chute de fora da área. Acredito que muito disso, menos os erros de passes, pode ser fruto da falta total de um esquema de jogo onde os atletas se sintam à vontade para fazer seu melhor e que lhes oriente cada movimento coletivo (trocando em miúdos: falta um técnico de verdade). Por isso é que não vejo risco algum de algum clube de ponta se interessar por assinar um pré-contrato com ele.
    Quem sabe com um bom treinador ele volte a me dar esperanças…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*