Contrato de Douglas com Barça prevê aditivos de até € 2 mi ao São Paulo

Além dos € 6 milhões (cerca de R$ 18 milhões) combinados pela venda de Douglas ao Barcelona, o São Paulo pode faturar até € 2 milhões (aproximadamente R$ 6 milhões) a mais por causa de aditivos contratuais. Para isto, basta o lateral cumprir algumas metas no novo clube. É o que explica Ataíde Gil Guerreiro, vice de futebol do São Paulo. Ele prevê o desfecho da negociação em até quatro dias.

– O valor da venda é de € 6 milhões, mas se o Douglas alcançar algumas metas, que ainda não foram definidas, pode aumentar para € 8 milhões. O negócio está praticamente fechado. Mas, quanto você está discutindo minutas de contrato, podem surgir coisas que inviabilizem um acerto. Achamos que em três ou quatro dias estará tudo finalizado. Estamos conversando, e ainda há um caminho a ser percorrido até que os dois lados falem a mesma língua sobre estas questões contratuais – disse o dirigente, à Rádio Jovem Pan.

Com a transferência quase fechada, o objetivo do Tricolor agora é tentar ficar com o lateral por empréstimo por pelo menos mais um ano. Daniel Alves, com contrato até meados de 2015 com o Barcelona, não deve ser mais vendido, o que pode aumentar a chance de Douglas ser emprestado. Mas as esperanças do São Paulo de manter o atleta por este período são pequenas.

– Estamos discutindo se ele fica mais tempo, mas é uma possibilidade remota. Pedimos que o Douglas fosse emprestado para nós por um ano. Não há nada de concreto sobre esta questão – explicou o vice.

Ainda segundo o dirigente, a saída de Douglas vai ser benéfica para os cofres do São Paulo.

– Esse dinheiro ajuda bastante, todos os clubes têm dificuldades, o São Paulo também, e venda de jogador gera um dinheiro que entra fora do fluxo normal e dá uma aliviada muito grande.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*