Contra o Fluminense, Autuori se abre a críticas após semana livre

Paulo Autuori assumiu o São Paulo no dia 11 de julho e comandou o primeiro treino à frente da equipe minutos após se apresentar para a imprensa no CT da Barra Funda. A pressa, desde o retorno ao Morumbi, tem justificativa. O técnico assumiu o clube em meio a uma maratona de jogos, reclamou com frequência por falta de tempo para treinar e corrigir o que estava errado e sabia que precisava aproveitar quando poderia.

Neste domingo, o São Paulo enfrenta o Fluminense, às 16h, no Morumbi, após uma semana inteira de treinos, sem folga ou jogo durante a semana. Pela primeira vez, Autuori teve o que queria. Testou diferentes esquemas, mudou a formação da equipe, fez um jogo-treino, atividades individuais e acertou o posicionamento da equipe até na cobrança de lançamento lateral.

Após ter o tempo que queria, o treinador poderá ser cobrado. O técnico disse que precisava de trabalho no campo para fazer ajustes, reclamou do calendário e conta com o respaldo da diretoria mesmo com os péssimos resultados: em 12 jogos, oito derrotas, três empates e apenas uma vitória.

A cobrança também virá da diretoria. A avaliação interna sobre o trabalho do técnico é extremamente positiva. Apesar dos resultados ruins em campo, a cúpula são-paulina está feliz pelo bom ambiente que o treinador conseguiu criar após herdar um clube despedaçado pelo ex-treinador Ney Franco e pelo ex-diretor de futebol Adalberto Baptista. Agora, porém, com a semana de treinos, a diretoria espera mais do time.

Uma derrota neste domingo, no Morumbi, não colocaria o futuro de Autuori em xeque. Mas iria completamente contra ao esperado pela diretoria. Os dirigentes, por enquanto, culpam o azar pela péssima fase do São Paulo. Têm ciência de que Ney Franco produzia resultados muito superiores ao do atual treinador, mas preferem apostar na reviravolta com Autuori.

O São Paulo é atualmente o penúltimo colocado na tabela do Brasileirão, com 11 pontos marcados em 14 jogos. A equipe não vence há 12 partidas no Brasileirão, e há sete no Morumbi. Neste domingo, Autuori pode vencer sua primeira no torneio, acabar com a desconfiança, e encerrar as séries negativas do clube no torneio e dentro de casa.

 

Fonte: Uol

Um comentário em “Contra o Fluminense, Autuori se abre a críticas após semana livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.