Com melhor média de gols do BR, Fabuloso busca 2ª artilharia pelo São Paulo

Ao lado de Roger, da Ponte Preta, Luis Fabiano tem sete gols no Brasileirão e é o vice-artilheiro. O vascaíno Alecsandro, com oito, é o goleador após 13 rodadas.

Mas quando o assunto é média, Fabuloso lidera. Entrou em campo em oito oportunidades e tem 0,87 gol por jogo. Fred, do Fluminense, é quem mais se aproxima. Teve as mesmas oito chances, mas anotou um a menos – 0,75 de média.

Luis Fabiano já foi artilheiro este ano. Com oito marcados na Copa do Brasil, recebeu sua sexta premiação da carreira (mais na próxima página). Na briga do Brasileirão, pela primeira vez pode ser goleador por um clube duas vezes na mesma temporada. A única vez que isso aconteceu, em 2009, uma foi com a camisa do Sevilla (ESP) e a outra pela Seleção Brasileira. De quebra, seria a quinta vez pelo Sampa, onde marcou 145 vezes e atualmente é o sétimo da história. Leônidas, com 144, ficou para traz.

Com 20 gols marcados em 25 partidas em 2012, Luis Fabiano detém média de 0,8 gol por jogo. Se mantiver até o fim do ano nos 27 jogos (25 pelo Brasileiro e dois pela Sul-Americana – pode aumentar se avançar) anotará mais 21 gols, chegando a 166, ultrapassando Müller, que tem 160.

Para não interromper a caça pela artilharia e uma melhor colocação entre os maiores que passaram pelo Morumbi, Fabuloso precisa embalar uma sequência maior de jogos. No Nacional, ficou fora cinco vezes. Três por suspensão e duas por lesão. Foi a terceira vez este ano que o camisa 9 foi para o departamento médico. Willian José o substituiu.

– Falei com o Luis Fabiano que ele tem tudo para ser o artilheiro do Campeonato Brasileiro. Tem potencial para isso e caso aconteça, é uma coisa que só nos beneficia, porque significa que nossa equipe vai marcar muitos gols – disse Ney Franco.

O problema é que, pelo entusiasmo na comemoração do primeiro gol diante do Flamengo, Fabuloso voltou a ficar pendurado com dois cartões amarelos. Diante do Sport, no próximo domingo, precisa se conter para não ser advertido. Se for, não enfrentará o Fluminense, que atualmente está no G4, no Engenhão.

Antes o atacante tem compromisso frente ao Bahia, na estreia da Sul-Americana. Foi na competição que Luis Fabiano marcou seu primeiro gol após o retorno. Diante do Libertad (PAR), fez no 1 a 0 no Morumbi, mas acabou eliminado na volta. Agora, embalado com gols, a expectativa é de que a história seja outra.
Atuais maiores rivais de Fabuloso no Brasileiro

Alecsandro
Pelo Vasco, o atacante fez oito gols e esteve nos 13 compromissos da equipe no Brasileirão. Tem média de 0,61 marcado por partida e lidera a artilharia.

Roger
Atuando pela Ponte Preta, marcou na última rodada. Foi o sétimo gol em dez jogos – média de 0,7. Está empatado com Luis Fabiano e atua como referência.

Fred
Teve gol mal anulado na última rodada e segue com seis na competição. Com oito partidas pelo Fluminense, é quem mais se aproxima de Fabuloso, já que tem média de 0,75 gol.

Wellington Paulista
Com 0,54 gol por jogo, é quem tem a pior média entre os primeiros. Não atuou na última rodada e segue com seis marcados em 11 partidas disputadas.
Marcas expressivas do camisa 9

Campeonato que mais gols marcou em sua carreira
No Brasileirão de 2003, o primeiro disputado por pontos corridos, Luis Fabiano, em sua segunda passagem pelo São Paulo, marcou 29 gols. Dimba, do Goiás, fez dois a mais e acabou como goleador. O Tricolor terminou em quarto e conseguiu vaga para a Libertadores do ano seguinte, quando acabou eliminado pelo Once Caldas (COL) na semifinal. A queda gerou críticas por parte da torcida, protestos no CT da Barra Funda e pouco depois Fabuloso deixou o clube, sendo negociado com o Sevilla (ESP), onde ficou por oito anos.

Pela Copa do Brasil, sexta artilharia no currículo
Com oito gols na competição, Luis Fabiano terminou como artilheiro. Ele só não marcou contra o Curitiba, pela semifinal, quando o Tricolor foi eliminado após uma vitória e uma derrota. Nos outros mata-matas, sempre deixou sua marca. A principal vítima foi o Independente-PA, em quem anotou quatro na partida de volta. Diante do Bahia de Feira, fez dois. Frente a Goiás e Ponte Preta, um em cada. A CBF enviou o troféu para Fabuloso no CT da Barra Funda e ele tirou fotos com o prêmio. Foi a sexta vez que terminou como goleador.

Artilharias na carreira

2002 Campeonato Brasileiro – 19 gols
2003 Campeonato Paulista – 8 gols
2004 Copa Libertadores da América – 8 gols
2009 Copa do Rei da Espanha – 7 gols
2009 Copa das Confederações – 5 gols
2012 Copa do Brasil – 8 gols
Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*