Com Luis Fabiano, Kardec e Pato, ataque do SP é o mais eficiente do país

O São Paulo tem o segundo melhor ataque do Campeonato Brasileiro, com 57 gols (contra 60 do Cruzeiro). Mas é o time tricolor aquele que menos deixou placares em branco ultimamente. Se levados em conta todos os jogos da Copa do Brasil, do Brasileiro e da Sul-Americana, o ataque tricolor só deixou de marcar gol três vezes, muito menos do que seus concorrentes na ponta da tabela.

O Cruzeiro, líder e dono do melhor ataque do Brasileiro, deixou de balançar as redes sete vezes nas competições que disputa. Grêmio, Internacional, Corinthians e Atlético-MG também têm atacantes mais acostumados a passar em branco do que os tricolores (veja abaixo).

Boa parte da efetividade do ataque são-paulino é responsabilidade de Luis Fabiano e Alan Kardec, dois centroavantes com características semelhantes que arranjaram um jeito de se complementar em campo.

Kardec, sempre muito elogiado por jogar também sem a bola, chegou a ficar onze jogos sem balançar as redes, mas se recuperou e marcou gols importantes que deram a vitória para seu time. Já foram dez gols pelo São Paulo neste ano.

Já Luis Fabiano, autor do primeiro da vitória sobre o Palmeiras no domingo, é o artilheiro do time na temporada, com 20 gols. No clássico, também chegou à marca dos 100 tentos em Campeonatos Brasileiros.

Quem vai voltar a ganhar relevância para essa matemática é Alexandre Pato, que esteve machucado e voltou ao time no domingo. Autor de 12 gols no ano, ele deve ser titular no clássico contra o Santos, no próximo domingo, quando Kardec estará suspenso por cartões.

“Nosso time é o segundo melhor ataque do campeonato e faz gol todo jogo”, celebrou Muricy Ramalho no Morumbi. “Já disse para eles, se a gente marcar bem, vai fazer gol. E é excelente porque entra jogador, sai jogador, e mantemos o nível.”

É preciso levar em conta no cálculo da artilharia são-paulina o papel dos defensores. Zagueiros como Rafael Toloi, Edson Silva e Antonio Carlos, além do goleiro Rogério Ceni, são alguns dos atletas de defesa que também gostam e sabem fazer gols. Dos 57 gols no Brasileiro, 20 foram feitos por jogadores cuja principal função em campo e defender.

Jogos sem fazer gols (Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-Americana)

São Paulo: 3
Cruzeiro e Internacional: 7
Atlético-MG: 9
Grêmio e Corinthians: 11

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*