Com início impressionante, Ademilson diz: ‘Acho que tenho estrela’

Três gols nos quatro primeiros jogos como titular. A marca de Ademilson não é para qualquer um. Com mais de 90 gols nas categorias de base, o garoto de 18 anos começa a escrever sua história na equipe profissional.

E inicia em grande estilo. Na última quarta-feira, não tinha tido nenhuma chance clara de gol até a bola de Cortez bater na trave e voltar justamente nos pés do atacante. Foi só empurrar para as redes e decretar o 2 a 0 do São Paulo sobre o Bahia, pela Sul-Americana.

E Ademilson não tem só técnica e bom posicionamento em campo.

– Eu acho que tenho estrela. Deus colocou coisas na minha vida que não põe em todas. Uma bola que sobra, eu estou no lugar certo e faço o gol. Às vezes, a única bola do jogo que eu pego, eu faço. É lógico que, às vezes, também vou errar. Mas vou ficar tranquilo para, se aparecer outra, fazer – declarou, ao LANCENET!, o novo camisa 11 do time.

Comparando com grandes goleadores de toda a história do São Paulo, Ademilson não passa vergonha. Muito pelo contrário. Ele tem desempenho até melhor do que Careca, Serginho Chulapa, Raí e Muller. Empata com Luis Fabiano e perde para França e Leônidas (veja mais detalhes abaixo).

Números de respeito, mas que não iludem a nova esperança de gols da torcida são-paulina. Com Luis Fabiano lesionado, ele será o principal atacante no jogo de domingo, contra o Sport, no Morumbi.

– Não posso ficar pensando assim. Os caras fizeram dois gols em quatro jogos e, porque eu fiz três, não quer dizer que sou melhor ou que estou acima deles. Eles são ídolos, e eu ainda quero ser – afirmou.

Muitas coisas mudaram desde que virou titular, contra o Figueirense, há duas semanas. Uma delas é a quantidade de vezes que passou a ser fotografado, o que o assusta.

O que não mudou foi o número de gols de Ademilson no Morumbi. Os três que fez foram longe da casa tricolor. Agora, nova chance. Vai duvidar de quem tem estrela?

Quantidade de gols nos primeiros quatro jogos como titulares pelo São Paulo:
Lêonidas – 5
França – 5
Ademilson – 3
Luis Fabiano – 3
Careca – 2
Serginho – 1
Raí – 1
Muller – 0

Confira um Bate-Bola com Ademilson, em entrevista exclusiva ao LANCENET!

Foram três gols feitos fora de casa. É a hora do gol no Morumbi?
Com certeza. No palco maravilhoso, no palco dos sonhos. Eu sempre tive o sonho de jogar no Morumbi, agora estou jogando, só falta sair esse gol. Espero que seja o primeiro de muitos no Morumbi.

O que mudou desde que virou titular e marcou três gols?
Mudou muito. Agora, eu estava saindo do campo e tiraram foto pra caramba, que eu penso se é comigo mesmo. Olho para trás para ver se não estava o Luis Fabiano atrás (risos). Muda muito, mas não posso achar que está bom, quero sempre mais na minha carreira.

Você disse que quer ser ídolo do São Paulo. O que acha que precisa fazer para se tornar ídolo?
Não é só fazer gols e jogar bem, mas manter a humildade e ter amor à camisa. Se você entrar em campo, e não estiver bem taticamente, tecnicamente, você tem que correr, se entregar e ajudar a equipe de alguma maneira. É isso que procuro fazer. Ser ídolo dessa torcida vai ser importante. Você entra no campo e escuta a torcida gritando o nome do Luis Fabiano, do Rogério Ceni, deve ser muito bom.

Você parece estar jogando bem tranquilo em campo…
Eu procuro não colocar pressão em mim. Não penso que é o jogo da minha vida, que é o último jogo, estou sempre tranquilo.

Ademilson em branco no Morumbi:

Final do Paulista Sub-17
Pela base, só jogou no estádio uma vez. Em 2010, derrota para o Santos.

São Paulo 1 x 1 Guarani
Pelo Paulistão deste ano, jogou 22 minutos em sua estreia no profissional.

São Paulo 1 x 0 Santos
No San-São pelo Campeonato Brasileiro, jogou só um minuto.

São Paulo 1 x 0 Coritiba
Pela semi da Copa do Brasil, entrou no final da partida e jogou cinco minutos.

São Paulo 0 x 1 Vasco
Entrou durante a segunda etapa e participou de 33 minutos do jogo.

São Paulo 4 x 1 Flamengo
Em sua única partida como titular no Morumbi, o time goleou, mas Ademilson passou em branco. Saiu de campo aos 30 do segundo tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*