Com gol de Antony Brasil bate Japão nos pênaltis e vence Torneio de Toulon

A seleção pré-olímpica passou num dos testes mais importantes rumo aos Jogos de Tóquio 2020. Neste sábado, superou justamente a equipe sub-22 do Japão, na final do tradicional Torneio de Toulon, na França, e ganhou o título pela nona vez na história – o maior campeão da competição é justamente o anfitrião, com 12 conquistas.

O Brasil abriu o placar com Antony, aos 18 minutos de partida, mas sofreu o empate por 1 a 1 numa falha do zagueiro cruzeirense Murilo, aproveitada por Ogawa, aos 39. Esbarrou na organização e consistência defensiva oriental e precisou decidir nos pênaltis. Todos converteram, até que o meia Hatete cobrou, e Ivan, goleiro da Ponte Preta, defendeu (veja abaixo o vídeo do último ato do torneio).

Melhores da final e da competição

Matheus Henrique (Grêmio), Pedrinho (Corinthians) e Antony (São Paulo) foram os melhores na decisão contra o Japão. O trio articulou as melhores jogadas no confronto mais competitivo que a seleção brasileira teve no torneio. O atacante tricolor foi o autor do gol no tempo normal. E Douglas Luiz (foto), ex-Vasco, contratado pelo Manchester City, mas que disputou a temporada passada pelo Girona, levou o prêmio de melhor do Torneio de Toulon. Lyanco, zagueiro brasileiro do Torino, emprestado ao Bologna, foi o segundo na eleição, e o japonês Tanaka, o terceiro.

Artilheiro do Torneio de Toulon

Matheus Cunha levou o troféu de goleador, com quatro bolas na rede. O atacante do RB Leipzig marcou contra Irlanda, França e Catar (duas vezes).

Aspas para Lyanco

“Foi o jogo mais complicado do torneio e já esperávamos isso, não só por ser a final, mas pelo fato de o Japão também ter levado uma equipe forte, pensando nas Olimpíadas dentro de casa. Tivemos tranquilidade nos pênaltis e conquistamos o título. Valeu principalmente pela preparação. Nosso objetivo é o ouro olímpico e temos que percorrer um longo caminho até lá. Demos um bom passo”, afirmou o defensor.

  • “Fico feliz por ter feitos boas partidas e ter tido a honra, como capitão, de levantar a taça. Esse prêmio individual é fruto de muito trabalho diário e vem para coroar uma temporada muito positiva”, disse Lyanco, com o troféu de segundo melhor jogador do torneio nas mãos. O zagueiro atuou por empréstimo pelo Bologna em 2018/19 e deve retornar ao Torino.

  • TRAJETÓRIA DO TÍTULO

    O Brasil levou o troféu do Torneio de Toulon pela nona vez – e invicto! Na fase de grupos, o time goleou todos os adversários: 4 a 0 na Guatemala, 4 a 0 na França e 5 a 0 sobre o Catar. Na semifinal, bateu a Irlanda por 2 a 0. Na decisão contra o Japão, o primeiro gol sofrido e a única partida sem vitória. De qualquer forma, o sabor do empate em 1 a 1, com posterior conquista nos pênaltis, foi ainda melhor que os triunfos anteriores.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Com gol de Antony Brasil bate Japão nos pênaltis e vence Torneio de Toulon

  1. Em meio a tantos erros, esse foi um acerto da diretoria.

    Ele não mudaria o que aconteceu, e com certeza volta com um espírito vencedor que está faltando nesse elenco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.