Com Ganso titular, São Paulo B visita ainda motivada Ponte Preta

Livre de risco de deixar o G-4, neste fim de semana o São Paulo dá uma pausa na disputa da Copa Sul-americana para cumprir tabela noCampeonato Brasileiro. Às 17 horas (de Brasília) de domingo, a equipe enfrenta a Ponte Preta – que ainda tem motivação na competição -, em Campinas, sem seus principais jogadores. Umaoportunidade para testar Paulo Henrique Ganso, reservas e garotos formados nas divisões de base do clube.

A preocupação são-paulina com o Brasileiro já não existe mais porque, quatro pontos abaixo do vice-líder Grêmio, restando seis em disputa, o time paulista não pleiteia mais a vaga direta para a fase de grupos da Copa Libertadores, sendo indiferente terminar em terceiro ou quarto – as duas posições classificam para a fase preliminar do torneio.

Como o foco passou a ser o título da Sul-americana, nenhum dos jogadores que participaram do empate de quinta-feira com a Universidad Católica (1 a 1), na quinta-feira, vai atuar em Campinas. Por conta de terceiro cartão amarelo recebido na rodada passada, o atacante Luis Fabiano já seria de qualquer forma um dos titulares fora desta partida.

Wander Roberto/Vipcomm

Meia Paulo Henrique Ganso recebe neste domingo sua primeira oportunidade como titular do São Paulo

Quem ganha com essas ausências é Paulo Henrique Ganso. O meia terá a primeira chance como titular depois de ter atuado na etapa final dos dois compromissos passados. Segundo o próprio, ele já se encontrava em condição de permanecer em campo em tempo integral, cabendo ao técnico Ney Franco a decisão de escalá-lo desde o início.

 

“A expectativa é grande de poder atuar os 90 minutos, de atuar com segurança e fazer meu melhor. Eu me sinto bem e quero ajudar o São Paulo a vencer em Campinas. Espero mostrar minha liderança em campo e o motivo de minha vinda para esse clube”, disse o camisa 8 tricolor.

Outros jogadores pouco utilizados ultimamente podem receber nova chance. Casos dos volantes Paulo Assunção e Casemiro, reservas de Wellington e Denilson, dupla que tem funcionado muito bem no meio-campo. Casos também dos atacantes Ademilson e Willian José. O último, inclusive, está em fim de contrato e foi liberado pela diretoria para se acertar com outra equipe. Seu destino provavelmente será o Santos.

Até Cañete, recuperado há longo tempo da cirurgia no joelho direito realizada no ano passado, irá a campo, possivelmente no segundo tempo. “Estou pronto para jogar, quero pegar ritmo de jogo. Está chegando o fim do ano e quero terminar bem 2012”, já comemora o jogador, que tem só duas partidas com a camisa tricolor.

“Chegou o momento no ano em que temos que priorizar. Temos uma decisão importante na Sul-americana. Optamos por recuperar fisicamente os titulares e vamos poupá-los deste jogo”, explica Ney Franco, referindo-se à segunda partida semifinal do torneio continental, na quarta-feira, contra a Católica, no Morumbi.

Arte GE.Net

Por seu turno, a Ponte Preta entra na rodada como 12ª colocada, com 46 pontos ganhos, e ainda não garantida na próxima edição da Sul-americana. Para ela, portanto, uma partida que vale bastante. “Como todas as outras, será difícil”, prevê o meia Nikão. “Mesmo se eles vierem com reservas, virão querendo mostrar e buscando seu espaço. Temos que entrar concentrados e manter nosso foco”.

 

O técnico Guto Ferreira pode não contar com Luan. O atacante tem dores no púbis e não treinou desde quarta-feira, podendo dar lugar a Rildo. “Só quem já passou por isso sabe o quanto é difícil. Estou um pouco chateado comigo mesmo. Uma lesão que veio em uma hora que não esperava. Um incômodo muito chato, e estamos tentando da melhor forma possível tratar. Tomei injeções para nesse jogo estar à disposição”, falou.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA X SÃO PAULO

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 25 de novembro de 2012, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Anderson José Coelho (SP) e Danilo Simon Manis (SP)

PONTE PRETA: Edson Bastos; Wendel Santos, Cleber, Ferron e João Paulo; Baraka, Renê Júnior, Cicinho e Nikão; Luan e Roger
Técnico: Guto Ferreira

SÃO PAULO: Denis; Lucas Farias, João Filipe, Edson Silva e Henrique Miranda; Paulo Assunção, Casemiro e Ganso; Douglas, Willian José (Cícero) e Ademilson (Willian José)
Técnico: Ney Franco

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*