Com futebol em alta, Souza vira habitué de eventos sociais do São Paulo

Ele está em todas. No ano em que chegou à seleção brasileira, foi eleito o melhor de sua posição no Campeonato Brasileiro e se consolidou como peça fundamental do São Paulo, o volante Souza também se tornou figurinha frequente nos eventos sociais promovidos pelo clube, mesmo naqueles em que não tem obrigação de participar.

Na última quarta-feira, a diretoria promoveu um churrasco, com samba e pelada, para que jornalistas, cartolas, comissão técnica e jogadores se confraternizassem ao fim do ano. Todos os jogadores podiam participar, mas poucos foram. Souza apareceu, tirou fotos, conversou, comeu, bebeu e assistiu a uma pelada entre jornalistas e comissão técnica.

Ele também participa de eventos beneficentes e lançamento de produtos do clube, como o de uma revista oficial, que reuniu sócios e diretores engravatados em uma noite de sexta-feira no Morumbi. Na ocasião, o volante posou para fotos com fãs, conversou informalmente com os convidados e foi elogiado pelo presidente Carlos Miguel Aidar, que disse se sentir honrado com sua presença no evento.

Quando faz essas aparições públicas, Souza está quase sempre acompanhado de Alan Kardec, seu grande amigo no elenco.

Ter jogadores misturados a jornalistas, sócios e cartolas durante eventos sociais não é uma situação muito comum no futebol de hoje. Em geral, atletas preferem se divertir e sociabilizar em ambientes diferentes, exclusivos.

No churrasco de confraternização de fim de ano, além de Kardec e Souza, poucos outros atletas deram as caras, casos do goleiro Denis e do volante Rodrigo Caio. Kaká, por outro lado, não apenas esteve lá, como também participou da pelada entre a imprensa e a comissão técnica.

A diretoria comemora a boa adaptação de Souza à nova casa. O vice-presidente João Paulo de Jesus Lopes, responsável por contratá-lo junto ao Grêmio em janeiro, disse que a assiduidade do volante nos eventos tricolores é espontânea e revela o quanto ele se sente bem no clube.

“Sempre soubemos do comprometimento e da inteligência dele em campo, era o tipo de jogador que precisávamos naquele momento. Sua adaptação ao time reflete também no comportamento que assume fora de campo, vivendo o bom ambiente que temos no clube”, afirma o cartola.

Mesmo lamentando não ter conseguido levantar um título em 2014, Souza avaliou como positivo seu rendimento na temporada. Em 53 jogos no ano, ele chegou a marcar quatro gols, mesmo tendo como principal preocupação a defesa.

Em entrevista coletiva, na quarta ele afirmou que espera reforços que possam deixar o time ainda mais competitivo no próximo ano. Ele já tem vaga garantida no time de titular de Muricy Ramalho.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.