Com ataque em baixa, São Paulo tenta melhorar seu saldo de gols na arena

Marcar gols na arena palmeirense, palco do Choque-Rei deste domingo, às 16h, não tem sido tarefa fácil para o São Paulo, que, em quatro jogos disputados lá, balançou a rede uma única vez – e sofreu 12. E o desempenho recente dos homens de frente não ajuda o torcedor tricolor a se animar muito.

Exceção a Hernanes, que tem cinco gols marcados em cinco jogos disputados desde que foi contratado, o ataque são-paulino atravessa momento de crise na temporada. As demais peças ofensivas – Cueva, Marcos Guilherme e Lucas Pratto – vivem jejum de gols.

Do trio acima, quem enfrenta a maior seca é Pratto, sem marcar desde o dia 19 de julho, quando fez o gol da vitória sobre o Vasco, por 1 a 0, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Lucas Pratto em treino do São Paulo no Morumbi, no último sábado: argentino vive jejum de gols (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Lucas Pratto em treino do São Paulo no Morumbi, no último sábado: argentino vive jejum de gols (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Já Cueva e Marcos Guilherme não marcam há quatro partidas, já que foram decisivos no triunfo diante do Botafogo (4 a 3), realizado no Rio, em 29 de julho, pela 17ª rodada. O meia peruano anotou um gol, enquanto o atacante, que fazia sua estreia, marcou dois.

Na entrevista coletiva da última sexta-feira, o treinador do São Paulo falou sobre o desempenho do ataque e, principalmente, de Lucas Pratto. Apesar da má fase, ele seguirá como titular e vai estrear com a camisa 9, que pertencia a Chavez – o argentino vestia a 14.

– Tudo é questão de tempo. Temos que criar um pouco mais para que o Pratto possa ser aquele definidor que conhecemos, assim como o Gilberto e o Denilson. O Pratto é um grande jogador. Isso (não marcar gols) não me traz um grande preocupação. Temos que continuar trabalhando para modificar isso – destacou Dorival.

Dorival Júnior ainda aposta em Pratto para comandar a linha de frente do ataque tricolor (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Dorival Júnior ainda aposta em Pratto para comandar a linha de frente do ataque tricolor (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

O último atacante do time que fez gol no Brasileirão foi Denilson, na derrota por 2 a 1 para o Coritiba, no Morumbi, no dia 3 de agosto.

Gilberto, titular contra o Avaí e constantemente utilizado por Dorival, não marca desde 11 de junho, quando deixou o dele no tropeço de 3 a 2 para o Corinthians. Marcinho, que também teve chances com a comissão técnica atual, fez diante do Atlético-GO, no Morumbi no dia 13 de julho.

Confira as informações do Choque-Rei:

Local: arena do Palmeiras, em São Paulo
Data e horário: domingo, 16h (de Brasília)
Palmeiras provável: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Luan e Michel Bastos; Bruno Henrique, Tchê Tchê, Guerra e Moisés; Willian (Róger Guedes) e Borja (Deyverson)
Desfalques: Arouca (problema no tornozelo esquerdo), Jailson (rompimento no tendão do quadril) e Mina (cirurgia no pé esquerdo)
Pendurados: Gabriel Furtado, Keno e Róger Guedes
São Paulo provável: Sidão; Buffarini, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Petros; Jucilei, Hernanes, Marcos Guilherme e Cueva; Pratto
Desfalques: Araruna (estiramento na coxa direita), Bruno (problema na região cervical), Júnior Tavares (lombalgia), Morato (cirurgia no joelho direito) e Wellington Nem (cirurgia joelho direito). Ninguém suspenso
Pendurados: Arboleda, Bruno, Cícero, Hernanes, Júnior Tavares, Lucas Pratto, Lugano, Petros, Renan Ribeiro e Wellington Nem
Arbitragem: Sandro Meira Ricci, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse
Transmissão: TV Globo para SP, RS, SC, PR, GO, TO, MS, MT, BA, AL, PE, RN, CE, MA, PA e DF (com Cleber Machado, Caio Ribeiro, Casagrande e Leonardo Gaciba) e Premiere (com Jota Jr e Ivan Andrade)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*