Cobiçado por árabes, Reinaldo tem sua fase mais importante no Tricolor

O São Paulo tenta resistir ao assédio do Al-Ahli, da Arábia Saudita, para manter o lateral-esquerdo Reinaldo em seu elenco pelo menos até dezembro. O jogador, muito criticado pela torcida em outros momentos, tornou-se um dos líderes do grupo e é visto pela diretoria como um dos pilares do elenco na briga pelo Brasileirão. Até domingo, quando cumpriu suspensão diante do Vasco, ele vinha sendo o capitão da equipe – Daniel Alves herdou a braçadeira no Rio.

Esse status, justificado pelos números, fez o Tricolor recusar a primeira investida dos sauditas e avisar ao jogador que, mesmo em caso de uma contraproposta com valores maiores, a ideia é recusar. O Al-Ahli tem até sábado, quando fecha a janela local, para tentar mudar esse cenário.

No clube desde 2013 – estreou em uma derrota por 1 a 0 para o Flamengo em junho daquele ano -, Reinaldo vive sua temporada mais goleadora com a camisa são-paulina: já marcou quatro gols, um a mais do que em 2018. Três desses gols saíram no Brasileirão, o que o deixa atrás apenas de Alexandre Pato (com cinco) na artilharia do clube nesta competição. Ele também o líder de assistências do elenco em 2019, com quatro – Nenê deu cinco, mas já saiu.

Reinaldo está com 29 anos e tem contrato com o São Paulo até o fim de 2020. Dos 40 jogos do clube no ano, ele participou de 34. No domingo, Léo não teve boa atuação ao substituí-lo na derrota por 2 a 0 para o Vasco. Outra opção para o setor é Liziero, jogador que Cuca prefere utilizar no meio de campo, além de Júnior Tavares, que recentemente retornou de empréstimo à Sampdoria e chegou a ser observado em um jogo-treino. A ideia, no entanto, é negociá-lo, tanto que nem foi integrado ao grupo.

Ao todo, Reinaldo acumula 190 jogos e dez gols pelo clube do Morumbi. Ele foi emprestado a Ponte Preta (2016) e Chapecoense (2017, sua temporada com mais gols na carreira, nove) e retornou com moral no ano passado.

O São Paulo tem a necessidade de vender ao menos um jogador para compor o caixa, mas pretende fazê-lo com um atleta menos relevante na equipe de Cuca. Uma das possibilidades é negociar o jovem zagueiro Morato, que tem 18 anos e ainda não estreou pelo profissional, com o Benfica (POR), que já sinalizou com a possibilidade de fazer oferta por ele.

 

Fonte: Lance

Um comentário em “Cobiçado por árabes, Reinaldo tem sua fase mais importante no Tricolor

  1. Bom Dia ! !
    Essa diretoria e “meste Cuca” ficam segurando esses velhos, parecendo clinica geriátrica e vende os meninos a preço de banana, como é o caso do zagueiro Morato. Manda o goleiro Jean embora e deixa Perri como segundo goleiroooo ! ! Novo técnico e velha práticas ! ! ! !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.