Ceni e Osvaldo fazem tratamento no hotel em BH e não treinam

O São Paulo escondeu seu último treino antes de enfrentar o Atlético-MG, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Os trabalhos aconteceram no fim de tarde desta terça-feira, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. Ney Franco confirmou que Osvaldo e Rogério Ceni não compareceram ao trabalho para ficarem em tratamento intensivo das dores que os dois têm, respectivamente, no quadril e no pé direito.

O atacante sentiu um choque na região da cintura no clássico do último domingo, contra o Corinthians, na eliminação da semifinal do Campeonato Paulista, e ficou sob os olhares dos médicos no hotel. Ao lado dele ficou o camisa 01, que ainda sente dores no pé direito decorrente da pancada com Alexandre Pato, na 1ª fase do Campeonato Paulista, quando o Corinthians venceu por 2 a 1.

Apesar disso, a comissão técnica tem confiança de que os dois estejam em campo para o jogo. O São Paulo precisa vencer por dois gols de diferença ou por um, caso o placar tenha pelo menos três gols tricolores.

“Osvaldo e Rogério Ceni não vieram. Eles ficaram no hotel em tratamento. O Rogério está garantido para o jogo. Mas ainda existe a dúvida do Osvaldo. A prioridade é ele fazer tratamento intensivo e poder jogar.  Amanhã (quarta-feira), na hora do almoço, vamos saber se ele vai poder jogar. Mas estamos trabalhando muito com ele jogar”, disse Ney Franco após o trabalho.

O comandante são-paulino admitiu que Silvinho pode até fazer a sua estreia, mas disse que, dificilmente, ele sairá jogando por nunca ter nem vestido a camisa do time. Ele foi contratado após as oitavas de finais do Campeonato Paulista. Por isso, a opção que ganha mais força fica por conta de Douglas, o lateral direito que tem jogado improvisado à frente.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*