Ceni cobra mais alma e luta do time na preleção contra o San Lorenzo

Rogério Ceni sabia desde a derrota para o rival Corinthians, na estreia da Taça Libertadores, que o São Paulo travaria um “mata-mata” antecipado contra o San Lorenzo, na fase de grupos. E foi esse o discurso do ídolo do São Paulo na preleção da partida da última quarta-feira, vencida por 1 a 0, no Morumbi, com gol de Michel Bastos aos 44 minutos do segundo tempo. Antes do jogo, o goleiro cobrou mais alma, luta e dedicação de todos do time (veja no vídeo acima).

– É agora ou não vai mais. É essa a hora em que as pessoas esperam que nós façamos a diferença. É confiança e acreditar no cara que está ao seu lado e está com a mesma cor de camisa. Tem de ter o mesmo espírito de luta e dedicação, que é o que estamos devendo um pouco, para ser honesto. Cada um põe um pouco mais de alma dentro de campo. Nós temos as nossas limitações, mas dentro da alma e do coração não há limites. Ou você tem, ou não tem. Que a gente faça o nosso melhor – disse no início do discurso.

rogerio ceni são paulo jogo san lorenzo (Foto: Rubens Chiri/Divulgação saopaulofc.net)Rogério Ceni cobrou mais alma, vontade e dedicação na preleção (Foto: Rubens Chiri/Divulgação saopaulofc.net)

Na sequência da preleção, Ceni ressaltou que o Tricolor não teria mais chances de se recuperar e teria de vencer o San Lorenzo, concorrente direto por uma vaga para as oitavas de final.Tudo porque o rival Corinthians disparou com nove pontos e lidera o Grupo 2.

– Vocês têm a consciência de que estamos brigando por uma vaga direta com esse time? Não há mais duas vagas no grupo. O jogo é hoje. Não é amanhã, não é domingo. Ou nós passamos, ou eles passam. Virou mata-mata. É hoje que tudo acontece. Para essa competição, não tem amanhã – disse, incendiando os jogadores com o discurso.

Após a partida, com o resultado positivo consolidado, Ceni aprovou a vitória

– É como tem de ser Libertadores: sofrido. É 1 a 0, jogo de Libertadores – finalizou.

Com seis pontos, o São Paulo agora é o segundo colocado da chave e quer vencer o San Lorenzo no jogo de volta, na Argentina, marcado para o dia 1º de abril, para eliminar o rival e praticamente garantir a classificação.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*