Cavadinha no Majestoso: Cueva foi orientado sobre cobranças de pênaltis

Cueva decidiu dar uma cavadinha no pênalti com o placar do clássico zerado para vencer o goleiro Cássio, que pula para o canto inferior direito. Assim ele fez o primeiro gol da vitória do São Paulo por 4 a 0 sobre o Corinthians, no último sábado, no Morumbi. A decisão do peruano foi de personalidade, mas também teve dose de informação.

Antes do Majestoso, o departamento de análise de desempenho do São Paulo enviou ao meia por WhatsApp vídeos das suas cobranças de pênaltis anteriores. Até o Majestoso o peruano tinha seis gols, sendo cinco de pênalti, com um deles marcado de rebote.

Dos cinco pênaltis batidos até então pelo Tricolor, Cueva escolheu três vezes o canto direito inferior do goleiro (veja todas cobranças no vídeo acima). Uma das cobranças, inclusive, foi convertida contra o próprio Cássio, na arena, no primeiro turno, em empate por 1 a 1. Diante do Figueirense, na vitória por 3 a 1, Cueva usou mesma batida e o goleiro Gatito Fernandez defendeu, mas no rebote ele marcou. Contra a Ponte, por fim, ele balançou a rede escolhendo o local novamente, na vitória por 2 a 0.

Coincidentemente ou não, Cássio pulou exatamente no canto direito inferior para tentar defender a cobrança de Cueva. Mas o peruano mudou sua decisão e abriu o placar do clássico com categoria. Depois, serviu David Neres, Chavez e Luiz Araújo com três assistências e deu show.

Após a partida, o zagueiro Rodrigo Caio brincou sobre a decisão de personalidade do peruano. Os dois foram convocados pelas seleções de Brasil e Peru, rivais no jogo do dia 16 de novembro, pelas eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

– Olha, primeiro na hora eu virei para o Maicon e falei: “Maicon, se ele erra o pênalti, eu pego ele no vestiário”. Num clássico o cara dá uma cavadinha… é difícil (risos). Mas ficamos felizes que ele fez o gol. Ele bate muito bem pênalti. É difícil falar se ele iria bater no meio. Ele gosta de bater cruzado, achei que ia bater cruzado. Mas acredito que dá para dar umas ideias para o nosso goleiro, o Alisson, para se houver um pênalti a favor deles defender.

O elenco do São Paulo ganhou dois dias de folga depois da goleada no Majestoso. O time volta a treinar na terça-feira à tarde, no CT da Barra Funda.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Cavadinha no Majestoso: Cueva foi orientado sobre cobranças de pênaltis

  1. O cara pulou no canto direito porque seu time também tem departamento de análise e desempenho. Só por isso.

    Para aqueles que não acreditam que números podem ajudar, está aí prova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*