Carlos Miguel Aidar é o candidato da situação à presidência do São Paulo

O ex-presidente Carlos Miguel Aidar foi lançado oficialmente, nesta segunda-feira, candidato da situação à presidência do São Paulo. Conforme informamos ainda pela manhã na coluna “Alguém me disse”, o presidente Juvenal Juvêncio teria deixado a cargo dos quatro pré-candidatos a escolha do nome que concorreria à sua sucessão.

Com o surgimento do nome de Carlos Miguel Aidar entre eles ficou muito claro que Juvenal estava visielmente preocupado com a debandada de conselheiros da situação para a oposição, abraçando a candidatura de Kalil Rocha Abdalla. Carlos Miguel Aidar seria capaz de estancar essa mudança de lado e unir os outros pré-candidatos da situação.

Hoje, no final da tarde, Júlio Casares anunciou a retirada de sua candidatura para apoiar Carlos Miguel Aidar. Um pouco mais tarde foi a vez do vice–presidente Social do São Paulo, Roberto Natel, renunciar para apoiar Aidar. Sem altrenativas, Carlos Augusto “Leco” Barros e Silva acabou abrindo mão de sua candidatura e deixou Aidar como candidato único.

Com a candidatura confirmada de Carlos Miguel Aidar, Kalil Rocha Abdalla pode renunciar sua candidatura pela oposição e o São Paulo ter candidato único. Kalil é muito amigo de Aidar, assim como ambos tem boa relação com Marco Aurélio Cunha. Ou seja: o São Paulo está muito próximo de ter chapa única na eleição presidencial de 2014.

Segundo fonte presente à reunião dos diretores e conselheiros com o presidente Juvenal Juvêncio, Leco foi quem mais saiu irritado, se dizendo traído, pois foi fiel escudeiro de Juvenal Juvêncio, e desde os tempos de Marcelo Portugal Gouvea espera a chance de disputar a presidência. Já Roberto Natel afirmou que não vai querer fazer parte da nova diretoria, pois tinha como objetivo a presidência e agora vai cuidar da família.

Paulo Pontes

7 comentários em “Carlos Miguel Aidar é o candidato da situação à presidência do São Paulo

  1. Realmente , este candidato mandou juntar os cacos quando deixou a presidencia , e pior ainda ele foi junto com J.J. mentor do golpe do terceiro mandato , ou seja não presta .

  2. Procurador do Kia Jorabichan! Agora sim a travecada vai tomar conta do SPFC, já tem um presidente Corintiano que fodeu o SPFC, com esse outro, tomará o território todo.

    Conselheiros, não errem novamente, chega de Juvenal e sua corja!

  3. A diretoria precisa de mudanças,idéias novas,se Aidar vencer,vai ficar tudo na mesma,pois JJ continuará mandando,Kalil Abdalla tem e precisa vencer essas eleições para o bem do clube.

  4. É muito prematuro fazer qualquer análise sobre esse jogo político que está apenas começando. Mas apenas para relembrar, o JJ iniciou a sua carreira de dirigente, como Diretor de Futebol na gestão do Carlos Miguel, que na época “rifou” o Marcelo Martinez, então apadrinhado pelo Presidente anterior, J. Douglas Dallora. Vai daí, não seria estranho imaginar, que JJ continue gerindo o futebol, caso Carlos Miguel vença a corrida à Presidência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.