Capitão, Rodrigo Caio festeja confiança do M1TO

O triunfo do Tricolor sobre o Marília por 3 a 0, neste domingo (22), foi especial para o versátil Rodrigo Caio. Após sete meses de intensa recuperação, o marcador foi titular novamente e pôde matar a saudade do Morumbi. E para celebrar o retorno do defensor, o goleiro Rogério Ceni entregou a faixa de capitão ao jogador revelado no Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia.

“Antes do jogo, ele me chamou no vestiário e disse que entregaria a faixa de capitão, porque eu seria titular novamente após sete meses. Achei muito legal a atitude dele e, dentro de campo, tentei aproveitar o momento. Mas, o mais importante foi a vitória, porque a gente conseguiu dar um importante passo para garantir uma vaga nas quartas de final”, festejou.

Com gols de Alan Kardec (2) e Ewandro, o São Paulo não deu chance ao adversário e praticamente garantiu a sua vaga na próxima fase. O resultado positivo neste final de semana deixou o time são-paulino com 11 pontos de vantagem sobre o terceiro colocado do Grupo A, o Red Bull Brasil, que detém 15 – os dois melhores de cada chave avançam. Depois do embate, restarão apenas mais quatro rodadas para o término da primeira fase – 12 pontos em disputa.

A última atuação de Rodrigo diante da torcida são-paulina foi diante do Criciúma (1 x 1), pelo Campeonato Brasileiro do ano passado, quando sofreu a lesão. O marcador sofreu um entorse no joelho esquerdo e deixou o gramado com fortes dores. O zagueiro, então, foi submetido a uma ressonância magnética que detectou uma ruptura no ligamento cruzado anterior.

A operação, que durou aproximadamente uma hora e meia, reconstituiu o ligamento afetado e realizou uma sutura do menisco medial. Desde então, o jogador trabalhou intensamente no REFFIS para poder ficar à disposição novamente do técnico Muricy Ramalho. Após atuar alguns minutos na vitória sobre a Ponte Preta (2 x 1), no último final de semana, o jogador pôde rever o Morumbi. Com a braçadeira, o zagueiro tentou passar tranquilidade aos atletas mais jovens, como Auro, Lucão, Boschilia, Ewandro e Centurión.

“A cobrança dentro do campo foi normal. Procurei conversar com os meus companheiros, mas sempre da mesma forma como já fiz em outros jogos. O que aconteceu no jogo fica no jogo. Depois pudemos comemorar a vitória, porque foi muito importante para nós”, finalizou Rodrigo Caio, que atuou no meio de campo e deu cobertura aos zagueiros Lucão e Edson Silva.

 

Fonte: Site Oficial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*