Buffarini cita ansiedade por clássico e celebra adaptação ao São Paulo

Diante do Santos, nesta quinta-feira, no Pacaembu, o lateral direito Julio Buffarini deverá fazer sua estreia em clássicos pelo São Paulo. Por isso, o argentino não esconde a ansiedade de pisar no gramado do estádio municipal e ajudar o Tricolor a vencer para afastar o perigo do rebaixamento.

“Será meu primeiro clássico. Estou com muita gana e ansiedade para jogo esse jogo que é muito importante pela situação do nosso time. Também será minha primeira oportunidade de jogar no Pacaembu”, contou o camisa 18.

“Precisamos da torcida, porque ela nos dá ânimo dentro de campo. É uma partida muito importante para nós e para a torcida. Conseguir uma vitória contra um time tão importante como é o Santos nos dará mais confiança”, projetou.

Contratado junto ao San Lorenzo, da Argentina, em julho, Buffarini foi desfalque na derrota por 2 a 1 para o Palmeiras, no dia 7 de setembro. Desta vez, o jogador tem grandes chances de encarar pela primeira vez um grande rival do Tricolor.

Buffarini, contudo, deverá atuar na lateral esquerda, como o técnico Ricardo Gomes o utilizou no empate por 1 a 1 contra o Sport e o testou no treinamento coletivo da última segunda-feira. Apesar de ser destro, o argentino se sente bem na posição.

Titular da lateral esquerda, Mena defende o Chile contra o Peru, do também são-paulino Cueva, na noite desta terça-feira, pelas Eliminatórias Sul-Americanas à Copa do Mundo 2018. Dessa forma, os dois atletas viajam de volta ao Brasil nesta quarta, quando se juntarão aos companheiros na concentração. Mas pelo desgaste físico a expectativa é que ambos iniciem o San-São no banco de reservas.

“A verdade é que na Argentina eu já joguei na lateral esquerda. O técnico me perguntou se eu poderia fazer contra o Sport e eu disse que sim. Me sinto contente, porque estou encontrando meu nível e isso é importante para eu dar uma boa alternativa ao time”, relatou Buffarini, que comemora o fato de estar se adaptando melhor ao clube.

“Eu não me senti bem em alguns jogos. É normal que o técnico me deixe no banco. Não fui bem contra o Inter, depois fui pro banco nas duas partidas da Copa do Brasil (contra o Juventude), depois contra o Flamengo”, contou.

“Essas coisas fazem você crescer. Contra o Sport, no último jogo, me senti bem. Nos treinos da semana também. Esse é o rendimento que quero. Sei que vou conseguir manter, porque me sinto muito adaptado ao clube”, completou.

A nove rodadas para o término do Campeonato Brasileiro, o São Paulo ocupa o 14º lugar, com 36 pontos, apenas três a mais que o Internacional, primeira equipe dentro da zona de rebaixamento. O clássico contra o Santos está marcado para esta quinta-feira, às 21 horas (de Brasília), no Pacaembu, com mando tricolor. Assim como no primeiro turno, o duelo ocorre no estádio municipal em função de um acordo entre as duas diretorias. No primeiro encontro, o Peixe venceu por 3 a 0.

“Sabemos que a torcida vai apoiar quinta-feira, como sempre, mas temos de estar comprometidos para fazer um bom jogo e deixar tudo para conseguir os três pontos tão importantes”, concluiu Buffarini.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*