Bruno Alves fala de mudança na zaga do São Paulo e expectativa por gol

Desde que o Campeonato Brasileiro retornou após a parada para a Copa América, Bruno Alves mudou de lado na zaga do São Paulo. Se antes ele atuava pela esquerda, agora ele é o dono da posição pela direita.

– Para mim não tem muito problema, até porque quando eu jogava com Arboleda eu ia para o lado esquerdo, e quando eu jogo com o Anderson eu jogava pelo lado direito. Então eu estava habituado a jogar nas duas. O Arboleda também pelo fato de na Seleção ter terminado a Copa América jogando do lado esquerdo e prefere jogar na esquerda. Isso é legal, a gente está habituado a jogar dos dois lados e isso é bom para o São Paulo – afirmou Bruno Alves ao GloboEsporte.com.

A mudança de lado tem um propósito. Cuca acredita que a saída de bola pela defesa fica mais qualificada com essa inversão. A ideia é quebrar a primeira linha de marcação dos adversários e abrir mais espaço no meio de campo e no ataque.

No jogo contra o Palmeiras, por exemplo, a jogada inicial do gol de Pablo saiu de uma troca de passes vindo do lado direito da defesa. Diante da Chapecoense, na rodada seguinte, os zagueiros seguiram a instrução do treinador, e no primeiro tempo tiveram dificuldades.

– O Cuca nos treinos pede para os zagueiros saírem jogando. É uma coisa que a gente vem tentando. No jogo contra o Palmeiras foi bem, até o gol sai pelo lado direito, que a gente iniciou a jogada. O Arboleda também vem saindo com a bola dominada. A gente tem que tentar. No primeiro tempo contra a Chapecoense a gente acabou errando alguns passes, é normal, só que o Cuca fala para a gente tentar, não importa se errar uma ou duas ou três vezes, é para continuar tentando – comentou Bruno Alves.

Bruno Alves se tornou um dos pilares da defesa do São Paulo com a chegada de Cuca. O zagueiro é o único jogador de linha que atuou em todos os jogos do treinador à frente do Tricolor. Já são 16 partidas consecutivas atuando nos 90 minutos.

A boa fase de Bruno Alves reflete nos números dentro de campo. O São Paulo tem a segunda melhor defesa do Brasileirão, empatada com o Corinthians. Cada equipe sofreu seis gols. O Palmeiras, com cinco gols sofridos, lidera o quesito.

Há, no entanto, uma estatística em que o zagueiro se cobra e recebe pressão da sua esposa: fazer gols. O último gol de Bruno Alves foi no dia 26 de outubro de 2018, na vitória por 1 a 0 sobre o Vitória, pela 31ª rodada do Brasileirão.

– A gente sabe que a nossa função é defender, mas eu me cobro bastante em poder fazer um gol e poder ajudar. A gente sabe que os zagueiros precisam ter uma bola aérea ofensiva forte, e a gente vem melhorando isso nos treinamentos para poder ajudar – disse.

– E a pressão já vem logo de casa, porque minha esposa está grávida do segundo filho e ela já pede uma homenagem. Quer bola na barriga, então eu creio que na hora certa vai sair. O Antony já passou para o time dos papais e já conseguiu fazer o dele. Agora é a minha vez de fazer e homenagear também – completou o jogador.

Bruno Alves terá a chance de acabar com o jejum de gols marcados no próximo sábado, às 19h (de Brasília), no confronto contra o Fluminense, pela 12ª rodada do Brasileirão, no Maracanã. Ao lado de Arboleda, ele pode levar o São Paulo ao G-4 do torneio.

Fonte: Globo Esporte

A Rádio Tricolornaweb transmite, de forma comentada, a partida entre Fluminense e São Paulo, a partir das 18h45 deste sábado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.