Breno treina, mas Bauza quer “segurança” para levá-lo ao Peru

A lista de jogadores para a disputa da pré-Libertadores tem atormentado a cabeça de Edgardo Bauza. O técnico do São Paulo tem até o final do dia para entregar a relação dos 25 nomes que disputarão as duas partidas contra o Universidad César Vallejo, nos dias 3 e 10 de fevereiro, mas não sabe com quem poderá contar, principalmente na zaga. Breno, que deixou o duelo ante o Red Bull com dores no joelho esquerdo, é a principal dúvida.

O defensor foi a campo na manhã desta segunda-feira, no CCT da Barra Funda, na última preparação realizada pelo elenco em solo brasileiro antes da estreia. Em atividade que pouco exigiu do seu condicionamento físico, ele aguentou todo o treino e só mostrou certo incômodo com a tendinite ao deixar o gramado. Foi nesse momento que Bauza, preocupado com o número de zagueiros à disposição, teve uma conversa decisiva.

O argentino abordou o jogador e perguntou: “Você está bem para jogar?”, recebendo um sim como resposta. O médico José Sanchez, que também participou do papo, foi o alvo do próximo questionamento. “Tudo bem. Eu inscrevo ele e ele viaja. Lá, eu tenho que contar com ele. O problema é aqui (apontando para a cabeça). Se viajar, tem que jogar, preciso dessa segurança”, continuou o comandante, encaminhando-o para uma breve conversa com a psicóloga Anahy Couto, ainda no campo.

A preocupação de Bauza com a defesa é tanta que ele exigiu o retorno de Lyanco. O jovem estava atuando com a equipe sub-20 na Libertadores da categoria, no Paraguai, e participou inclusive do duelo contra o Libertad, no domingo, que terminou empatado por 1 a 1. Logo após a disputa, ele pegou um avião, desembarcou na capital paulista e, mesmo cansado, já marcou presença no trabalho da manhã.

O garoto, no entanto, só deve ser levado caso Breno não fique à disposição. Lucão é o reserva imediato para a posição. No ataque, Calleri, que treinou com os reservas e foi muito festejado pelos gols feitos no trabalho de finalização, deve ser inscrito e pode fazer sua estreia com a camisa tricolor no Peru. Kieza, que ainda não foi regularizado, tem poucas chances de viajar.

Mesmo com todas essas dúvidas, o comandante levou ao treino tático os mesmos titulares que atuaram diante do Red Bull. Dessa forma, o provável São Paulo para atuar em Trujillo, na quarta, a partir das 21h45, terá Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Breno (Lucão) e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Centurión, Ganso e Michel Bastos; Alan Kardec.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Breno treina, mas Bauza quer “segurança” para levá-lo ao Peru

  1. Paton, não perca seu tempo querendo melhorar o Centurion; acho que é impossível uma melhora. Tire-o logo do time se tens por objetivo melhorar o ataque do tricolor…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*