Breno admite ter incendiado casa, culpa álcool e diz que parou de beber

O zagueiro Breno admitiu ao dominical “Esporte Espetacular”, da TV Globo, o que ele já havia reconhecido à Justiça da Alemanha. O defensor colocou fogo na própria casa em 19 de setembro de 2011, quando defendia o Bayern de Munique. Segundo ele, o incidente foi resultado de ingestão de álcool.

“Foi um erro porque a bebida entrou em jogo. Uma coisa que eu coloquei para mim é que eu não ponho mais um pingo de álcool na boca. Não tenho medo ou vergonha de nada”, relatou Breno.

Em julho de 2012, Breno foi condenado a três anos e nove meses de prisão por causa do incêndio. Ele ganhou liberdade após ter cumprido dois terços da pena, e o “Esporte Espetacular” acompanhou o reencontro do defensor com a família.

“No começo, quando eu fui condenado a três anos e nove meses, a ficha não caiu. No terceiro dia, começou a bater uma tristeza por estar lá dentro”, relatou o defensor.

“Breno antes não era maduro. Era um garoto, pode dizer assim, e nesse tempo eu aprendi muito. Lá dentro, principalmente, porque você pega várias situações de prisioneiros. Hoje em dia, em vez de fazer coisa errada eu penso duas vezes. Fazer coisa errada não vale a pena”, completou Breno.

No dia em que foi liberado para voltar ao Brasil, Breno pôde passar uma hora com a família. Depois disso, o zagueiro foi ao aeroporto acompanhado apenas de um psicólogo – parentes e amigos se encontraram com o defensor na sala de embarque.

A reportagem ainda mostrou a viagem de Breno, que foi recebido pelos sogros e pelo empresário quando voltou ao Brasil. O zagueiro assinou contrato com o São Paulo e vai se apresentar ao clube em que foi revelado no dia 6 de janeiro, três dias antes do restante do elenco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.