‘Bolts’ do Tricolor, Lucas e Osvaldo correm para deixar o clube no G4

Se nas últimas comemorações de gols do São Paulo há sempre uma referência ao velocista jamaicano Usain Bolt, o Tricolor entra em campo neste domingo, às 16h, no Morumbi, com transmissão em tempo real pelo LANCENET!, com dois atletas de fazer páreo ao campeão olímpico: Lucas e Osvaldo.

Rápidos e habilidosos, os atletas vão jogar novamente juntos. Após a vitória diante da Portuguesa, na rodada passada, o técnico Ney Franco preferiu manter o trio de ataque, formado também por Luis Fabiano. Entrosados dentro e fora de campo, a dupla não se incomoda de correr ‘à la Bolt’ para o artilheiro empurrar para o gol.

– A gente é mais rápido do que ele, mas ele não fica só parado na esquina (risos). Luis está sempre procurando se movimentar, dar opções de passe e faz isso muito bem. Dá para perceber isso vendo alguns dos muitos gols que ele já marcou no Brasileiro – declarou Osvaldo, brincando até com outra celebração, em entrevista exclusiva ao LANCE!.

O pápa-léguas do Tricolor, apelido do camisa 17, brinca com o fato de ser famigerdo pela sua velocidade. Sem tomar partido para definir quem é mais rápido, Osvaldo pretende tirar a resposta em uma prova.

– Acho que a gente tem a mesma velocidade. Mas vou desafiar ele para uma disputa de 100 metros no CT para acabar com essa dúvida de uma vez por todas – afirmou o atacantes, emendando comparação com Bolt:

– Algumas pessoas já brincaram comigo, mas eu acho que não tem nada a ver. Eu sou bem mais rápido do que ele (risos) – completou o camisa 17.

Com o foco no G4, os dois planejam “dar o gás a mais”. Aliás, Lucas, que atuou no meio da semana contra a seleção argentina, no Superclássico das Américas, pretende dobrar a determinação para conquistar um de seus objetivos: um título ou vaga na Libertadores, antes de ir ao PSG.

-Sempre falei que quero sair e deixar o time na Libertadores ou conquistar um título. É um objetivo meu. Então, vou correr muito, até o último minuto, para tentar conquistar isso – afirmou Lucas.

A quatro pontos do Vasco, o Tricolor não entra no G4 nesta rodada, mas mantém o fôlego no objetivo.

Bate-Bola
Osvaldo, em entrevista exclusiva ao L!

Gostou do esquema com três atacantes? Você, como um jogador de velocidade, se beneficia de mais pessoas ali na frente para que suas jogadas tenham mais efeito, certo?
Gostei, acho que deu bastante certo. Facilita por ter mais gente na frente, mas eu não tenho preferência em relação a esquema. Acho que temos um time com muitas opções, capaz de render bem em várias táticas. Isso é bom para o Ney, que pode variar a forma de jogar de acordo com o adversário.

Como é o trio fora de campo?
Brincamos bastante. O Lucas parece com uma coruja. Tenho um monte de apelido lá, mas não vou revelar senão  jogo contra o patrimônio. Não gosto de fazer gol contra, só a favor (risos).

A ideia da comemoração partiu do próprio Luis Fabiano? Curtiu a ideia? Tem ideia de alguma comemoração própria? 
Foi o Luis quem bolou essa comemoração e eu achei legal, tanto é que repercutiu bastante. Eu não tenho nada em mente não. O que me dá na cabeça na hora eu faço.

Após um início de temporada apagado, você tem crescido. Como se sente nessa nova fase?
Estou muito feliz. Me arrisco a dizer que essa é a minha melhor fase desde que cheguei. Tenho conseguido ajudar, ganhei a confiança da torcida, do grupo, do Ney, mas não quero parar por aqui. Vou continuar trabalhando para seguir correspondendo em campo.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*