Aprendizado, adaptação e Lugano: o 1º semestre de Aderllan no São Paulo

Somando seus únicos três jogos no São Paulo, Aderllan tem cerca de 20 minutos em campo pelo clube do coração. Mas o zagueiro, emprestado pelo Valencia, da Espanha, até dezembro de 2018, resume como foi seu primeiro semestre na equipe com uma palavra: aprendizado.

– Passei muitos anos no futebol europeu, essa readaptação foi difícil. Mas não desanimei em momento algum. Eu me dediquei muito nos últimos meses para que pudesse ajudar quando tivesse chance. Desde a minha chegada, passei por um período de aprendizado muito grande. Felizmente, tenho evoluído bastante. Meu desejo é fazer um grande ano em 2018 com o São Paulo – disse Aderllan ao LANCE!

Aos 28 anos de idade, o defensor chegou ao clube em julho, após passar férias dadas pelo Valencia, e demorou cerca de um mês para ser relacionado pela primeira vez. Diante da falta de chances, admitiu sentir a readaptação ao futebol brasileiro – passou cinco anos em Portugal e outros dois na Espanha até ser emprestado.

Mas o jogador, que já se apresentou emocionado ao relatar que vestia a camisa do clube do coração, e que não tinha dinheiro na infância para comprá-la, sofreu com o time na luta para evitar o seu primeiro rebaixamento na história no Campeonato Brasileiro. E gostou do ambiente no grupo.

– Nossa equipe cresceu muito no segundo semestre. A união do grupo foi fundamental. Passamos por momentos difíceis, mas não desanimamos. Lutamos muito para dar a volta por cima e acreditamos que poderíamos tirar o São Paulo daquela situação. Foi o que aconteceu – comemorou.

Com contrato até o fim de 2018, Aderllan tem cláusula de compra fixada em 4 milhões de euros (R$ 15, 3 milhões). Com Dorival Júnior, atuou mais como lateral-direito do que na zaga, e se coloca à disposição para jogar como puder. Foi assim que aprendeu no convívio com um ídolo de infância que acaba de deixar o Tricolor: Diego Lugano.

– O Lugano é um dos grandes profissionais que conheci no futebol. Sem dúvida, um grande líder, um jogador completo, que merece todo respeito do mundo por tudo que fez no esporte. Agradeço muito por ter sido companheiro dele.

 

Fonte: Lance

3 comentários em “Aprendizado, adaptação e Lugano: o 1º semestre de Aderllan no São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*