Após reclamar, Centurión diz “confiar até a morte” nos companheiros

Depois de reclamar de dificuldades em sua adaptação no São Paulo, em entrevista a uma emissora argentina, Ricky Centurión usou uma mídia social para amenizar as críticas. Nesta terça-feira, véspera do duelo decisivo contra o Corinthians, o meia-atacante elogiou os colegas de elenco e disse acreditar na classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores.

“Quero agradecer pelo dia a dia que me proporcionam meus companheiros e todos que levam adiante esse projeto. Confio até a morte nos meus colegas. Na quarta-feira, vamos dar tudo para passar às oitavas de final. Juntos somos mais (fortes). Vamos, São Paulo”, escreveu o meia-atacante, em postagem no Instagram.

À Fox Sports de seu país, Centurión havia admitido sentir falta do Racing, clube que o formou e o vendeu para o São Paulo no início deste ano. Disse ainda que os brasileiros do time não entendem sua maneira de jogar e que está sofrendo nestes primeiros meses na capital paulista.

“Cheguei aqui e não sei como lidar. Tudo requer muito trabalho. Faço a parede e não me entendem, aqui te veem com outra cara. Há jogadas que não esperam e a bola se perde. Dá raiva porque no pessoal ainda não os entendo”, afirmou o jogador de 22 anos, contratado por cerca de R$ 13 milhões, valor que foi emprestado pelo empresário são-paulino Vinicius Pinotti. O investidor atualmente é diretor de marketing do clube.

Reprodução/Instagram

Inicialmente, meia-atacante argentino disse sentir saudade do Racing e que não entende os companheiros

O técnico anterior, Muricy Ramalho, chegou a alertar, antes de deixar o clube, que o argentino era muito tímido e enfrentava dificuldade para se entrosar com o grupo. No treino de segunda-feira, por exemplo, quando o interino Milton Cruz apitou o fim da movimentação, ele deixou o campo sozinho, enquanto os demais atletas saíram do gramado em grupos, conversando.

Até o momento, Centurión tem dois gols com a camisa do São Paulo, o último deles decisivo, marcado na semana passada, nos minutos finais da vitória por 2 a 1 sobre o Danubio, no Uruguai. Recentemente, ele foi advertido pela diretoria por ter perdido voo de volta de Buenos Aires e faltado a um treinamento no CT da Barra Funda. Apesar de tudo isso, tem chance de ser titular diante do Corinthians, no Morumbi.

2 comentários em “Após reclamar, Centurión diz “confiar até a morte” nos companheiros

  1. Centurion devia dar graças a Deus por estar no sao paulo apesar dos pesares, mas ele deve estar reclamando é que com o Muriçoca e agora o Milton Cruz Credo so colocam ele para jogar no final do jogo, nunca é titular, e vendo os cabeças de bagre do time jogar como LFP e cia, é de ficar chateado mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*