Após quase sair, Muricy se diz preparado para lidar com má fase

O técnico Muricy Ramalho foi convencido pela diretoria do São Paulo a continuar no cargo depois da derrota por 3 a 0 para o Palmeiras. Mesmo disposto a deixar o clube se fosse o desejo da cúpula tricolor, o treinador se diz preparado para suportar a cobrança em caso de nova derrota.

“Estou há 40 anos nisso. Mais preparado do que eu é difícil. Por isso que não me empolgo quando ganhamos e também não acho que está tudo errado quando perdemos”, declarou.

No entanto, o técnico já deixou claro que uma série de resultados negativos seria seu limite. O que o mantém esperançoso de que pode traçar um caminho diferente é a posição da equipe nos campeonatos que disputa, mesmo sem ter vencido clássico este ano (perdeu duas vezes para Corinthians, uma para Palmeiras e empatou com Santos).

Djalma Vassão/Gazeta Press

Muricy Ramalho sabe que a cobrança aumentará se sofrer uma nova derrota em breve

No Paulistão, o Tricolor ocupa a liderança do grupo A, com 26 pontos, e está classificado matematicamente para a próxima fase. Já na Libertadores, restando três rodadas nesta etapa, aparece na vice-liderança do grupo 2, com seis pontos, três a menos do que o Corinthians e três a mais do que o San Lorenzo.

O desafio do técnico agora é fazer o time mostrar um futebol melhor. Muricy Ramalho já admitiu que o São Paulo ainda não jogou o que pode, mesmo tendo mantido a base que foi vice-campeã brasileira no ano passado.

“É o mesmo grupo, só saíram o Kaká e o Álvaro Pereira. O resto é o mesmo. É difícil ter uma explicação, não mudou nada, estamos com o mesmo esquema de jogo, mas às vezes acontece de o time não dar resposta. Vamos ter que mexer. Não dá para assistir do jeito que está jogando. Vamos procurar melhorar a maneira de jogar e até os jogadores”, completou.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*