Após perder espaço, Antônio Carlos pode ser usado contra o Criciúma

Com a sequência de jogos na temporada, Muricy Ramalho certamente vai mexer no time que enfrentará o Criciúma, domingo, às 17h, no estádio Heriberto Hulse, pela 32ª rodada do Brasileirão. Quem pode aproveitar uma brecha com isso é Antônio Carlos, que entrou durante a partida contra o Emelec, na Sul-Americana e marcou o último gol na vitória por 4 a 2.

A vaga pode surgir já que Rafael Toloi está machucado, em recuperação de uma lesão muscular na coxa esquerda. O médico do clube, José Sanchez, diz que não há como o jogador ser usado no final de semana. Paulo Miranda, que seria uma opção, tem chances de ser poupado para o jogo da volta contra o Emelec, na próxima quarta-feira, no Equador.

O defensor era titular inquestionável no começo da temporada. Ficou fora do time quando sofreu duas lesões musculares na sequência. Quando se recuperou, acabou indo para o banco de reservas, já que Edson Silva aproveitou a oportunidade e não saiu mais. Hoje, disputa com Paulo Miranda o posto de substituto imediato de Rafael Toloi, considerado titular por Muricy.

– As lesões me atrapalharam bastante, mas nunca deixei de ser trabalhador e respeitar quem estava jogando. Todo mundo quer jogar, mas é preciso respeitar – afirmou o camisa 4 do clube, que, inclusive, teve seu contrato renovado por mais duas temporadas no meio do ano.

No confronto diante dos equatorianos, Antônio Carlos não começou bem. Vacilou no primeiro gol, marcado por Bolaños, minutos depois de entrar na vaga de Maicon. No entanto, não se abateu, foi à frente e, de cabeça, fez o gol que desafogou o Tricolor, que era muito pressionado.

Além de Antônio Carlos, outro que pode ganhar chance no final de semana é Luis Fabiano, que não pode jogar na Sul-Americana porque está cumprindo suspensão de três jogos imposta pelo Tribunal Disciplinar da Conmebol pela expulsão ocorrida na vitória sobre o Huachipato, em casa.

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Após perder espaço, Antônio Carlos pode ser usado contra o Criciúma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*