Após Muricy dizer que Fabuloso se escalou, ele brinca: “Aqui é trabalho”

Com três gols em três jogos seguidos (diante de Vitória, Internacional e Palmeiras), Luis Fabianotem sido decisivo para o São Paulo. Após o clássico de domingo, quando marcou o primeiro da vitória por 2 a 0 contra o time alviverde, o camisa 9 foi elogiado pelo técnico Muriry Ramalho, que afirmou que “Luis é que se escalou”. Perguntado se essa ação teria sido literal, o atacante fez piada com o bordão do treinador e disse que ganhou a vaga no campo.

– Aqui é trabalho meu filho (risos). Ou é trabalho ou é banco de reservas, não tem outro caminho. Me dediquei, tentei aproveitar as oportunidades e acho que aproveitei da melhor maneira. Enquanto eu estiver bem vou jogando, aqui é assim, quem estiver bem vai jogar. Todo mundo está buscando seu espaço, o seu melhor e quem ganha é o time. São várias opções que estão bem. Tentei buscar meu espaço e aproveitar a oportunidade – disse o jogador, no “Arena SporTV” .

Artilheiro do time em 2014 com 20 gols marcados, Fabuloso é o terceiro maior goleador da história do clube, com 198. O jogador fica apenas atrás de Gino Orlando, com 233 gols e Serginho Chulapa, com 242.

– É difícil (alcançar Chulapa). Tenho mais um ano de contrato só e são 44 gols. Acho que vou ficar em terceiro, porque até passar o Gino é difícil – disse, de forma humilde.

Com contrato até o fim de 2015, o centroavante teve o seu nome recentemente ligado ao Flamengo para reforçar o time no ano que vem. Feliz no Tricolor, ele não pensa em sair:

– O momento é de pensar  no que resta de temporada, nos jogos importantes. As coisas  de renovação, de times vindo atrás é para depois. Não existiu nada de concreto, tenho mais um ano de contrato, sou feliz aqui , todo mundo sabe. É claro que quando você está no banco não fica totalmente satisfeito, mas sempre fui feliz aqui e não tenho que pensar em outro destino. Tenho mais um ano de contrato e não penso em parar depois disso. Então, se eu não renovar, terei de seguir minha vida. Mas o pensamento é de cumprir – explicou.

Sobre o Morumbi, onde marcou mais um gol para a sua coleção, uma declaração de amor:

– É impressionante a identificação que tenho com Morumbi, a quantidade de gols que fiz lá. Me sinto muito à vontade e não sei explicar o porquê. Quando o jogo é lá a tendência é que as cosais deem certo. Na maioria dos jogos fui feliz, fiz gols. A torcida me motiva, o campo me motiva, ali é o quintal da minha casa – finalizou o jogador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*