Após expulsão, Lúcio segue em alta e é visto como exemplo por Juvenal

O zagueiro Lúcio deixou grande parte da torcida do São Paulo irritada com sua expulsão no momento em que a equipe vencia por 1 a 0, e dominava o jogo contra o Atlético-MG. Apesar de o cartão vermelho ter sido considerado justo pelos dirigentes, o jogador não deverá ser punido. O motivo: ele segue em alta com Juvenal Juvêncio, homem que dá sempre a última palavra nas decisões sobre o futebol do clube. Na manhã desta sexta-feira, o presidente já conversou com seus colegas e avisou que a situação de Lúcio não será modificada.

– O Lúcio é um exemplo, determinado, uma coisa fantástica. Não tem multa, eu renovaria. Estou satisfeito com seu comportamento fora e dentro de campo. Na falta em que foi expulso, ele foi na bola. Acertou o jogador? Sim! Mas não é para escândalo, tudo é exagerado com o São Paulo.

Contratado no fim do ano passado para ser o “xerife” do clube na Libertadores, Lúcio teve bons momentos na temporada, mas ficou marcado pela expulsão no clássico contra o Palmeiras, e principalmente pela reclamação contra o técnico Ney Franco ao ser substituído no jogo contra o Arsenal, na Argentina. Na ocasião, o São Paulo entrou em campo com três zagueiros pela única vez no ano, e para alterar o esquema, o mais experiente acabou saindo.

Lúcio saiu irritado e foi direto para o ônibus da delegação. Depois, na chegada a São Paulo, disse que quando saiu de campo a partida estava 0 a 0. No fim, o Arsenal venceu por 2 a 1. O zagueiro perdeu a posição para Edson Silva, mas recuperou após marcar um gol de falta na vitória por 3 a 0 sobre o Botafogo, com o time reserva, no Campeonato Paulista.

Independentemente da situação do veterano, o Tricolor estuda a contratação de outro jogador para a posição. Durante a semana, a diretoria fez uma proposta por Cleber, da Ponte Preta, em negociação que também envolveria a chegada de Cicinho. Mas Lúcio, ao menos na palavra de Juvenal, não corre riscos. Ele, inclusive, deve ser titular na semifinal do Campeonato Paulista contra o Corinthians, no domingo.

 

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Após expulsão, Lúcio segue em alta e é visto como exemplo por Juvenal

  1. É brincadeira mesmo.

    Os atos do Lúcio são simplesmente patéticos.

    De ele tem o apoio da diretoria, nós, torcedores, devemos deixar esta insatisfação bem clara dia após dia.

    Ninguém tem que apoiar esse cara. O SPFC é MUITO maior e mais importante que um zagueirinho egocêntrico e descontrolado.

    Só não perdemos a Copa de 2002 depois daquela falha grotesca do Sr. Lúcio, pq o ataque resolveu. Fora outras falhas patéticas.

    Precisamos de jogadores que sejam bons para o grupo tanto dentro, quanto fora de campo. E esse cara já mostrou inúmeras vezes que não é bom nem dentro nem fora de campo para o SPFC.

  2. Claro que esse seria o discurso do day after…afinal, ele é o “pai” da criatura. A verdade é que trouxe um xerife trapalhão…que deveria estar contracenando com Renato Aragão. A zaga Toloi e Rodolpho terminou o ano em alta…ai vem um “inteligente” e contrata o Lúcio para sacar um dos dois titulares, porque o “xerife” não pode ser reserva. Deu no que deu…parabéns ao pai da criatura!!! Afinal, ele conseguiu desfazer o trabalho…

    • Pois é, não vale a pena entrar em disputa pra contratar o selecionável Dedé tendo a grana do Lucas em caixa, o que vale é abrir as pernas pra mais uma expulsão do fim de carreira Lúcio.
      É nos pequenos detalhes que entendemos o porque das coisas estarem tão erradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*