Após empate e protesto, Rogério Ceni avisa: “Não vou me entregar”

O São Paulo está em ebulição. O empate por 1 a 1 diante do Fluminense, neste domingo, no Morumbi, culminou na quinta rodada seguida sem vitórias para o time paulista. Para piorar, após a partida, dezenas de torcedores foram para a frente do estádio protestar com o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.

Em sua entrevista coletiva, o técnico Rogério Ceni deu razão ao sentimento de fúria da torcida e disse não se sentir pressionado por ela: “Torcedor paga ingresso para ver o time vencer. Futebol é muito impulsivo, imediatista. Sai frustrado do estádio. Talvez, amanhã, não pense isso. Mas o torcedor é o principal patrimônio e temos que trazê-los para o nosso lado”, começou.

“É natural que saia frustrado, são dois jogos sem vencer aqui, e fica chateado, saindo mais um domingo desgostoso, começando mais uma semana sem o time ganhar. Temos de entender a forma de expressão do torcedor. Torcedor me vê como treinador e protesta. Eles desvincularam minha imagem de goleiro, vocês (jornalistas) que precisam desvincular também. O que precisamos é apresentar placares superiores”, acrescentou.

Ciente das críticas e dos resultados ruins, Rogério Ceni sinalizou que o trabalho atual deverá colher os frutos apenas no ano que vem e avisou que não entregará o cargo antes do fim de seu contrato, em 2018.

“Eu tinha o sonho de jogar pelo São Paulo quando era jovem e realizei esse sonho em 1990. Tinha o sonho de ser campeão pelo São Paulo como atleta e fui, muitas várias vezes. Passei dificuldades morando embaixo das arquibancadas, coisas muito difíceis e cresci como homem. Tinha o sonho de virar treinador do São Paulo e atingi. Assinei contrato de dois anos e sabia que teria dificuldades neste primeiro ano”, falou.

“Por isso, fui a Cotia, observei jogadores, aproveito muitos da base. Em janeiro, me explicaram as dificuldades financeiras e vem sendo um grande desafio. Vim apra fazer primeiro ano com muita dificuldade, mas para melhorar condição financeira, promovendo garotos. Tinha como objetivo o título paulista, que não veio, e, nos pontos corridos, esperava posição melhor. Mas tenho ainda muita confiança de que faremos um São Paulo com uma temporada próxima muito melhor”, disse, confiante.

Certo é que o aproveitamento de Ceni à frente do comando técnico do São Paulo vem caindo com o decorrer da temporada. Em um total de 36 jogos, foram 14 vitórias, 13 empates e nove derrotas, somando 51% dos pontos disputados.

“Espero estar aqui no ano que vem. A decisão não passa por mim, mas sou apaixonado por aqui e acredito muito que faremos um ano de 2018 como programei, sem deixar de lutar agora, porque 2018 depende de 2017. Não vou deixar de trabalhar. Passamos por momentos difíceis, elencos enxutos, sem peças por azar, acaso. Não desistirei de fazer o meu melhor pelo São Paulo. Como torcedor, também estou xingando por dentro, também sinto isso. Mas vou trabalhar todos os dias e não vou me entregar, não vou jogar fora. Sonhei com isso na minha vida e que trabalharia para ser campeão no clube do meu coração. Esse é o meu objetivo”, encerrou.

Com apenas 11 pontos e flertando perigosamente com a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o São Paulo buscará a reabilitação no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), contra o Flamengo, no Rio de Janeiro. A preparação para o duelo se iniciará na terça-feira, já que o elenco estará de folga nesta segunda.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

11 comentários em “Após empate e protesto, Rogério Ceni avisa: “Não vou me entregar”

  1. Rogerio é culpado, sim, mas o maior culpado é a diretoria com seu Leco encabeçando colocou nosso mito na fogueira sabendo que ele inesperiente que é nao daria certo, mais uma aposta desastrosa dessa diretoria que esta levando nosso Sao Paulo cada vez mais para buraco e para o maior vexame de toda historia.
    Agora depois dessa lambança tentam a todo custo dar jogadores para que Rogerio faça milagres, pode dar o time inteiro do Barcelona, Real Madrid que ele nao vai conseguir treinar, e pior que teremos que aguenta-lo ate o fim ou seja ou levar-nos a uma classificacao de libertadores ou pelo menos ficar entre os 10o primeiros para pelo menos nao cair para 2a divisao pq estamos a passos largo rumo a 2a divisao e pelo visto a diretoria quer isso faz tempo.
    E a tem mais agora seu Rogerio mudou o tom do discurso, a meta era libertadores e agora vem dizer que o time so estara bom 2018 ou seja sera que vai estar bom para serie A ou B?

  2. Concordo que o RC eh novato ainda, mas temos que dar o braco a torcer que ele perdeu inúmeros jogadores desde o inicio da pre temporada, portanto realmente eh muito difícil culpa-lo, A diretoria e presidência sim, estes são os grandes culpados pela fase atual do SP. Com esta administração creio que nem Tele Santana iria conseguir ganhar algo no Sao Paulo.

  3. Entendo o que o Rogério Ceni diz e particularmente, vou continuar apoiando. Mesmo que ele erre.

    O time vem jogando mal ultimamente, mas trocamos também algumas peças.

    Sentimos falta de mais jogadores de velocidade pelas pontas. Precisamos de velocidade dos dois lados, senão o time fica muito previsível. O Marcinho foi muito mal hoje, mas é um bom jogador.

    Acho que precisamos também ter uma base de time titular e viemos mais próximos de repetir as escalações.

    Não vamos ganhar nada neste ano, se chegarmos a Libertadores será lucro, mas espero que pelo menos possamos montar uma base sem vender todo mundo.

    Mas, volto a afirmar que precisamos de jogadores mais velozes pelos lados do campo. O Luiz Araújo, quando ia bem, desequilibrava pela esquerda e o Denilson é bom jogador, mas não tem a mesma velocidade, embora tenha outras qualidades como o drible, o passe, o chute..

    Enfim. Acredito que o time ao menos tem melhorado um pouco.

    Detesto perder, mas agora, de cabeça fria, vejo que não tem muito o q fazer.

    Abraço ao PP e a todos os amigos que acompanham o Tricolornaweb.

  4. Rogerio pelo menos devia aprender o que o treinador das galinhas esta fazendo, um time quase inteiro de meia boca ate o treinador é meia boca quem conhecia ele antes do tite sair? acho que se pelo menos rogerio fosse mais humilde e procurasse entender melhor cada adversario, como joga pq eu nao acredito que ele faça isso, sao paulo é um dos poucos times que so esta jogando o Brasileirao muitos estao se dividindo em 2 ou 3 torneios e nos nao conseguimos colocar o time para jogar e vencer e pior agora nem em casa mais.
    Teremos + jogos complicados fora de casa, flamengo e Santos, e nao jogaremos no meio de semana quer dizer 1 semana para treinar, treinar, treinar e escalar direito, se perder esses 2 jogos para sera o fim da linha.

  5. Rogerio;
    V. fala que o time joga bem . Nunca vi time que joga bem mas não
    faz o objetivo principal que é chutar a gol e marcar gol.
    Rogerio; o principal objetivo de um time que entra em campo é
    marcar gols. Muitos gols. Mais que o adversario. Só assim, sairá vitorioso!
    Sua instrução é dominar e ter posse de bola(mais de 50%) sem precisar chutar
    a gol. Sem precisar marcar gol !!!!!!!!!! O nosso time está chutando 2 a 3 chutes dentro dos 3 paus durante o jogo !! E uns 1o a 20 chutes fora dos 3 paus !!!
    Quando cruza segue sua instrução de cruzar no segundo PAU. Mas o Marcinho e
    Junior e todos os outros estão cruzando no segundo PAU… DA BANDEIRA !!!!!
    No fundo é assim;
    Depois que V. criticou e quase expulsou do vestiario o Rodrigo Caio pela honestidade, depois
    que fingiu estar sendo especulado pelo time ingles para te comprar…depois que
    mostrou este verdadeiro CARATER, IGUAL AOS NOSSOS POLITICOS DE BRASILIA,
    V. perdeu a admiração de muitos sampaulinos HONESTOS !!!!!
    V. não tem moral e carater para dirigir um grupo e um time como o São Paulo.
    Desculpe, mas, TENHO DITO!

  6. Este Rogério é aquele mesmo que em 2001 inventou proposta de time Inglês para pressionar para ganhar mais, metido , mentiroso e traíra.
    Agora vai levar o time para a sérié B, quando cair pega o boné e vai embora.

  7. Isso mesmo Rogério, não largue o osso. Talvez qdo o São Paulo for rebaixado em Dezembro, você e seus dois auxiliares vão pra Europa brincar de aprender a ser técnico.

  8. Agora já mudou o discurso, antes era título e libertadores, agora o trabalho vai aparecer só ano que vem? É verdade senhor Rogério Ceni, enquanto você não parar de inventar moda, faça o básico, o famoso feijão com arroz, porque em 7 meses de tanto trabalho que você fala não está dando resultado nenhum, o time não tem padrão tático nenhum, você é o técnico com mais tempo para treinar e não está aproveitando a grande oportunidade, parece o Osório, todo jogo uma nova formação que nunca dá certo.
    Chega de laboratórios.

  9. Os resultados refletem a qualidade do elenco.
    Lógico que não dá pra isentar o Técnico.

    Porém nenhum outro técnico conseguiria fazer melhor com esse elenco… Pior estaríamos com Mena na lateral esquerda ainda…

  10. Agora, a coisa começa a ficar como postei ano passado, o ano/meta é 2018, ou seja 2017 é laboratório.
    Tentativas e erros, isto é o que vem ocorrendo, não podia ser diferente para um aprendiz.
    Culpado é quem o contratou visando ano eleitoral.
    O problema é se o ano/meta for na série B, afinal como ele mesmo diz, tudo depende de 2017, que pelo visto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*